• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)



Ou por outras palavras, o perneta. Faz-nos pensar no Sassápereré, não é? Os nomes estranhos de banda já não nos chocam (obrigado metal e deathcore), pelo que vamos nos deixar de trivialidades e mergulhar naquilo que interessa, a música. Vamos? Comecemos pelo preconceito. Foi o preconceito responsável pelos comentários atrás e o preconceito é algo que devemos evitar. No entanto, torna-se particularmente irritante quando o preconceito está correcto. Nem que seja parcialmente. É o que se passa precisamente aqui. “Do You Really Think This World Was Made For You” é uma proposta moderna que tem muitos pontos em comum com o metalcore, mas que sem dúvida se insere mais no espectro do rock moderno.

O que é bom é que ao contrário do que acontece com a típica proposta metalcore, estas dez músicas soam refrescantes. Não confundir com “original”, algo ligeiramente diferente. Não é metalcore, mas também não é nu-metal (o mano mais velho do metalcore) embor existam algumas coisas que façam pensar em algo no meio dos dois – como o groove saltitão dos riffs iniciais da “Deconstruction”. Parece tudo um pouco tenebroso, não é? Não bastariam as suspeitas de metalcore quando nos cai no colo um nu-metal. Uma lição valiosa para a vida (e não só para a actividade de criticar e apreciar discos) é não nos deixarmos cegar pelas aparências, rótulos, e ouvir mesmo a música.

Ouvindo mesmo este álbum, é possível encontrar entusiasmo aqui e qualidade – confessa-se, será necessário também não ter qualquer tipo de expectativa. Esta é uma proposta que prende do início ao fim, embora por vezes a atenção se possa dispersar aqui e ali, mas não se pode dizer que exista qualquer tipo de pensamento “la vem mais um álbum deste género” e  essa acaba por ser a sua melhor arma. Isso e temas como “OneLegDance” que numa outra altura poderia torna-se viral. É um bom álbum para quem gosta de sonoridades mais acessíveis mas modernas.


Nota: 6.5/10

Review por Fernando Ferreira