• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)


Só o título do álbum demora mais tempo a dizer ou a escrever do que a música realmente a tocar. Na realidade não, mas é este o príncipio sensacionalista da coisa. Começar com uma observação bombástica ainda que não corresponda à verdade. Parvoíces aparte, este é um álbum que mistura uma série de influências díspares. Começa por pegar numa pitada de rock psicadélico, junta-lhe um sentido acentuado de neo-folk, algo que "Flower Bone Ornaments" bem comprova. Não sendo propriamente o álbum que na sua forma seja recomendado a apreciadores de metal, a sua ambiência intensa e ritualística é bem apreciada.

Essa ambiência não é exclusiva desse tema. Na verdade, está bem espalhado, e espelhado ao longo de todos os temas. A sua componente ritualista é algo que se processa de uma forma admirável, umas vezes de forma mais bem sucedida que outras. Na "Om Benza Satto Hung" chega a ser desagradável, mas também impede-nos que consigamos passar à frente, enquanto na "Bow And Silk Arrow", o sentimento é o oposto. Além de ser agradável, também nos convida a flutuar pelo espaço astral, assim como a "Near The Fire For Bricks".

É neste aspecto viajante que "People When You See The Smoke, Do Not Think It Is Fields They're Burning" se torna um álbum a consumir em doses cavalares. O factor hipnótico faz com que tudo o resto desapareça e quando isso é atingido (diga-se que nem sempre acontece neste trabalho) então torna-se divinal. Um álbum para ir descobrindo aos poucos e que termina de uma forma bastante diferente daquela como começa. Diferente mas sobretudo interessante. Principalmente nas melodias típicas do Médio-Oriente. Para quem não dava nada por isto com a primeira música, "Body Breakers" tem uma enorme supresa com as músicas seguintes. E ainda bem.


Nota: 7.8/10
 
Review por Fernando Ferreira