• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Process Of Guilt - Black Earth


Dephosphorus - Impossible Orbits


Samsara Blues Experiment - One With the Universe


Æther Realm - Tarot


Psygnosis - Neptune


Schammasch - The Maldoror Chants: Hermaphrodite


Altar of Betelgeuze - Among The Ruins


Nargaroth - Era of Threnody


Condor - Unstoppable Power


Holy Blood - Glory to the Heroes


The Flight of Sleipnir - Skadi


The Obsessed - Sacred


Necroblood - Collapse of the Human Race


Full of Hell - Trumpeting Ecstasy


Funeralium - Of Throes And Blight


Nightbringer - Terra Damnata


The Sarcophagus - Beyond This World's Illusion


Chaos Synopsis - Gods of Chaos


Farsot - Fail.Lure


Unearthly Trance - Stalking the Ghost


Daemon Forest - Dissonant Walk


The Ruins of Beverast - Exuvia


Novembers Doom - Hamartia


Funeral Tears - Beyond The Horizon



Summoner - Beyond the Realm of Light

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Queens of the Stone Age confirmados no NOS Alive'18

Os Queens of the Stone Age foram confirmados para a próxima edição do NOS Alive, que vai ocorrer entre os dias 12 e 14 de Julho de 2018(...)

Under The Doom V anuncia um cancelamento e respetiva substituição

O cartaz do Under The Doom V, que vai ocorrer entre os dias 30 de Novembro e 2 de Novembro, acaba de sofrer uma ligeira alteração. Os franceses Funeraliumoi (...)

Corrosion Of Conformity lançam novo álbum em Janeiro

Os americanos Corrosion Of Conformity estão a preparar-se para lançar, a 12 de Janeiro, o seu novo álbum “No Cross No Crown”, pela Nuclear Blast Entertainment. (...)

SWR Barroselas Metalfest revela primeiras confirmações

O festival SWR Barroselas Metalfest anunciou hoje as primeiras confirmações para a edição do próximo ano. O evento, que vai ter lugar de 27 a 29 de Abril(...)

Graveyard em Portugal - Revelada banda de abertura

Como é sabido, os suecos Graveyard vão atuar na sala Lisboa Ao Vivo, já no próximo dia 25 de Novembro. Os portugueses(...)


Só o título do álbum demora mais tempo a dizer ou a escrever do que a música realmente a tocar. Na realidade não, mas é este o príncipio sensacionalista da coisa. Começar com uma observação bombástica ainda que não corresponda à verdade. Parvoíces aparte, este é um álbum que mistura uma série de influências díspares. Começa por pegar numa pitada de rock psicadélico, junta-lhe um sentido acentuado de neo-folk, algo que "Flower Bone Ornaments" bem comprova. Não sendo propriamente o álbum que na sua forma seja recomendado a apreciadores de metal, a sua ambiência intensa e ritualística é bem apreciada.

Essa ambiência não é exclusiva desse tema. Na verdade, está bem espalhado, e espelhado ao longo de todos os temas. A sua componente ritualista é algo que se processa de uma forma admirável, umas vezes de forma mais bem sucedida que outras. Na "Om Benza Satto Hung" chega a ser desagradável, mas também impede-nos que consigamos passar à frente, enquanto na "Bow And Silk Arrow", o sentimento é o oposto. Além de ser agradável, também nos convida a flutuar pelo espaço astral, assim como a "Near The Fire For Bricks".

É neste aspecto viajante que "People When You See The Smoke, Do Not Think It Is Fields They're Burning" se torna um álbum a consumir em doses cavalares. O factor hipnótico faz com que tudo o resto desapareça e quando isso é atingido (diga-se que nem sempre acontece neste trabalho) então torna-se divinal. Um álbum para ir descobrindo aos poucos e que termina de uma forma bastante diferente daquela como começa. Diferente mas sobretudo interessante. Principalmente nas melodias típicas do Médio-Oriente. Para quem não dava nada por isto com a primeira música, "Body Breakers" tem uma enorme supresa com as músicas seguintes. E ainda bem.


Nota: 7.8/10
 
Review por Fernando Ferreira