• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)




Rick Springfield não é um nome desconhecido para os amantes do rock clássico. Com uma carreira que remonta aos primórdios da década de setenta, é um nome incontornável da música australiana (que chegou também a fazer uma perninha na televisão), mesmo que não seja propriamente um nome esmagador no que diz respeito ao resto do mundo, pelo menos actualmente. O Grammy que ganhou em 1982 e as nomeações que teve em 1983 e 1984, ninguém lhes tira. Ainda assim, poderá constituir uma surpresa para muitas das novas gerações

Aqui, pela mão da Frontiers temos o regresso deste grande senhor da música, que volta com um álbum de rock melódico de qualidade muito acima da média. Mais dentro do pop, algum dentro do folk (aquela “All Hand On Deck” é um hino!), mas sempre com o rock como base está aqui um trabalho irreprensível que, caso vivessemos outros tempos, teria à vontade uns cinco singles nos tops das rádios, tal não é a sua riqueza – aquela “Miss Mayhem” é um vício do outro mundo, não sendo um caso isolado.

O músico e compositor demonstra toda a sua classe numa altura em que não tem mais nada a provar a quem quer que seja. A Frontiers também não desilude, trazendo à luz do dia mais um álbum de rock melódico e comercial, é certo, mas que mesmo para os padrões do género da editora italiana, é de uma qualidade assombrosa. Isto sem sequer usar a arma da nostalgia, o que só prova aquilo que já dissemos algumas vezes, a boa música dura para sempre e nunca envelhece.


Nota: 8.5/10


Review por Fernando Ferreira