• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Iron Reagan - Crossover


Lich King - Omniclash


Demonic Resurrection - Dashavatar


Black Anvil - As Was


Benighted - Necrobreed


Mechina - As Embers Turn To Dust


Adamantine - Heroes & Villains


Barathrum - Fanatiko


Persefone - Aathma


Blame Zeus - Theory Of Perception


Kreator - Gods Of Violence


Lock Up - Demonization


Obituary - Obituary


H.O.S.T. - Bastard Of The Fallen Thrones


Antropomorphia - Sermon Ov Warth


Fall From Perfection - Metamorph


Pallbearer - Heartless


Mastodon - Emperor Of Sand


wolfheart - Tyhjyys


Sinister - Syncretism


Primal Attack - Heartless Oppressor


Grog - Ablutionary Rituals

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Dying Fetus revelam detalhes do novo álbum

Os Dying Fetus vão lançar o seu novo álbum, "Wrong One To Fuck With", a 23 de Junho pela editora Relapse Records, e será o tão aguardado sucessor de "Reign Supreme", lançado em 2012.(...)

Novembers Doom - Novo álbum disponível para audição na íntegra

O novo álbum dos norte-americanos Novembers Doom, intitulado "Hamartia", é lançado hoje pela The End Records. Este trabalho pode ser ouvido na íntegra através desta ligação. (...)

SWR Barroselas Metalfest XX - Horários das atuações

Ampliando a imagem acima, é possível conhecer o horário de atuação de cada uma das bandas que irá compor o SWR Barroselas Metalfest XX. Recorde-se que o festival ocorre entre os dias 27 e 30 de Abril, em Barroselas. (...)

Tony Iommi está a trabalhar em novo material de Black Sabbath

O já conhecido guitarrista dos Black Sabbath, Tony Iommi confirmou em entrevista que está neste momento a juntar e trabalhar o som do último concerto que a banda deu, em Birmingham, e também há rumores(...)

Tankard lançam novo vídeo com letra

Os Tankard lançaram um novo video com letra para a música "Arena Of The True Lies", que fará parte do seu sétimo álbum de estúdio, "One Foot In The Grave"(...)


Este álbum não é uma surpresa nenhuma. Os Ereb Altor nunca esconderam a admiração que nutrem (sempre nutriram e sempre nutrirão) pelo trabalho levado a cabo por Quorthon sob a denominação de Bathory pelo que um álbum apenas com covers da mítica entidade seria algo inevitável. Só faltava saber quando. A resposta é agora. "Blot-Ilt-Taut" é essa mesma resposta. E que resposta. Para o fã de Bathory, deverá ser extremamente complicado escolher um alinhamento limitado das melhores faixas, embora existam malhas que sejam inevitáveis e independentemente dos gostos, que quase todas das sete aqui contidas de certeza de que estariam sempre presentes.

É certo que nos faltam alguns clássicos como a "13 Candles" ou a "Call Of The Grave" da fase mais black metal ou a "Shores In Flames" ou "One Rode To Asa Bay", mas também, são músicas que já tiveram tantas versões de tantas bandas, que seria um pouco chove no molhado. Assim resumidamente, temos uma brutalíssima "A Fine Day To Die", com a sequência surpreendente (surpreendente porque não seria as escolhas mais óbvias) "Song To Hall Up High" e "Home Of Once Brave" que são um luxo, passando para os dois malhões que representam a fase black metal da banda - "The Return Of The Darkness And Evil" e a "Woman Of Dark Desires", que acabam por ser os elos mais fracos desta equação - e acabando em luxo com a "Twilight Of The Gods" (que só peca por ser um pouco a despachar - tem menos quatro minutos que a original) e a "Blood Fire Death", clássicos imortais do metal.

É estranho mas este álbum de covers - e não esqueçamos que se trata apenas de um álbum de covers - consegue nos entusiasmar quase tanto como se tivesse sido lançado pelo próprio Quorthon, mas efectivamente é isso que acontece. Estas versões têm uma potência tão grande que não só fazem justiça aos originais, como conseguem transportar-nos para os mesmos locais onde fomos quando ouvimos pela primeira vez temas como "A Fine Day to Day" e "Twilight Of The Gods". Os originais serão sempre os originais e não temos aqui nada de revolucionarimente novo e isso seria razão mais que suficiente para deixar passar ao lado este álbum mas... a partir do momento em que não o conseguimos parar de ouvir, é porque isso, definitivamente, significa algo.


Nota: 9/10

Review por Fernando Ferreira