• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Metalcore. Djent. Álbum de estreia. Havia necessidade para isto? Pronto, estará o caro leitor a pensar, lá vem o preconceito do costume. E tem razão, tem toda a razão, é preconceito. Com razão de ser, mas preconceito puro. Como diz a sabedoria popular, gato escaldado tem medo de água fria e neste caso, nosso preonceito manifesta-se não quando vemos o nome da banda, não quando vemos o nome do álbum, nem mesmo quando vemos a capa. Manifesta-se mesmo pela entrada do trabalho com um tema como "They Dig / The Devour", que junta no mesmo pacote o que mais de previsível tem o metalcore e djent.

E ficamos logo apresentados. Apesar do trauma, tentamos ao máximo sacudir o preonceito para que sejamos o mais imparciais possível, mas o que nos vai surgindo vai-nos deixando desanimados. E apesar do gosto pessoal de cada um, não é bem isso que está em discussão. O principal problema é que em 2016 isto já soa a velho, a notícias ultrapassadas. Não há um sentido de supresa, nem tanto temos músicas que nos preencham. À primeira audição, porque depois lá nos vão entrando temas como "Conquer All" que até tem argumentos melódicos para que se fique algo na nossa memória. E quem diz esse tema diz outros como tais

Não chega. É preciso mais. É potente, é muito bem produzido, tem intensidade, tem argumentos técnicos de deixar qualquer um de boca aberta, mas é preciso mais, não chega. É preciso músicas, verdadeiras músicas e não um checklist de itens com um visto à frente como se estivessemos a falar da lista das compras e não de música, de arte. Os argumentos técnicos da banda canadiana são realmente promissores e as melhores partes são mesmo quando eles se libertam e partem para algo mais criativo. É pena é que isso aconteça poucas vezes. Temos esperança no futuro.


Nota: 5.5/10

Review por Fernando Ferreira