• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Total Pageviews

Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































The Sword vão entrar num hiato

Corte quase fatal no futuro dos The Sword, uma vez que a banda texana anunciou há dias que fará uma pausa, embora tenha lançado ainda em março (...)

Hate Eternal lançam áudio de "Nothingness of Being"

A banda de death metal irá lançar o novo álbum, Upon Desolate Sands, a 26 de outubro através da Season Of Mist. Depois de desvendar (...)

Alterações no alinhamento do Festival Bardoada e Ajcoi

O Festival Bardoada e Ajcoi anunciou a substituição de duas das bandas previamente confirmadas. (...)

Marky Ramone em Portugal no próximo mês

O veterano Marky Ramone tem dois espectáculos marcados para o nosso país, que serão nada mais, nada menos, do que o warm up para o Lisbon Tattoo Rock Fest 2018. (...)

Behemoth lançam nova música "Wolves Ov Siberia"

"Wolves Ov Siberia", o novo vídeo de Behemoth, pode ser visto acima. A música faz parte do próximo álbum da banda, "I Loved You At Your Darkest", (...)



Somente uma semana após o concerto de Katatonia nesta nova sala de espetáculos, que deixou uma primeira impressão muito positiva, realizou-se o segundo ato com selo Prime Artists, que marcou a estreia dos Kamelot em solo lisboeta. O Lisboa ao Vivo confirmou novamente que é uma sala mais do que adequada para espetáculos desta dimensão, tendo enchido para receber a banda multinacional de power metal. Quanto ao som do recinto esteve muito bom, novamente.

Os Withem trouxeram-nos da Noruega, país de bandas de metal progressivo como Pagan's Mind, Circus Maximus e Leprous, entre outras, uma sonoridade mais na linha de uns Symphony X. Independentemente das semelhanças com este ou aquele grupo, o quarteto valeu-se da sua proeficiência técnica e do seu à vontade em palco para arrancar uma exibição positiva que, aparentemente, agradou à maioria dos presentes. O vocalista Ole Aleksander Wagenius demonstrou estar sensibilizado com a boa receção por parte do público e referiu o quão satisfeitos estavam os Withem por estarem em Portugal pela primeira vez.

Seguiu-se a vez de mais uma banda debutante em Portugal, os Aeverium. Trata-se de um sexteto oriundo da Alemanha, constituido por dois vocalistas (masculino e feminino), guitarrista, baixista e teclista. O coletivo deu a conhecer ao público nacional várias faixas do seu álbum de estreia, intitulado "Break Out", músicas que ao vivo até superaram o que foi gravado em estúdio. Para tal contribuiu e muito a performance muito boa dos dois cantores, vocalmente falando, com o bónus de o homem deste duo, Marcel Römer, se ter revelado um verdadeiro entertainer, ao interagir bastante com os espectadores, incentivando-os a cantar, a saltar, etc... As músicas em maior evidência foram "What Are You Waiting For", a balada "The Ground Beneath Your Feet" e "Break Out" num concerto que superou as expetativas de muitos e divertiu o público.

Por último foi a vez de entrar em palco a banda que todos os espectadores esperavam desde o início. Falamos, claro está, dos Kamelot que protagonizaram nesta noite uma enorme estreia na cidade de Lisboa. Tommy Karevik foi o centro das atenções porque todos queriam perceber como o cantor se portaria ao vivo, substituindo um vocalista carismático como Roy Khan. Podemos dizer que o novo frontman da banda roçou a perfeição quer vocalmente quer no que diz respeito à presença em palco, fazendo esquecer por completo o seu antecessor. Com dois álbuns fortes já sem Roy Khan e prestações como esta de Karevik, é certo que o futuro será longo e risonho para os Kamelot. O alinhamento foi bastante forte baseando-se no mais recente disco "Haven" com metade do mesmo a ser tocado e nos clássicos obrigatórios, temas esses que deixaram os fãs ao rubro. Falamos de músicas incontornáveis como "When the Lights are Down", "Center of the Universe", "Karma", "March of Mephisto" e "Forever". No final, a banda voltou ao palco para tocar mais dois temas, "Revolution" e "Sacrimony (Angel of Afterlife)", sendo que a segunda resultou claramente melhor do que a primeira no encerramento do espetáculo. É que "Revolution" nem sequer é um dos temas em maior evidência no último álbum da banda, por isso não sería certamente uma das músicas que o público queria ouvir no encore. Clássicos como "The Haunting (Somewhere in Time)", "Soul Society" ou "Nights of Arabia", por exemplo, encaixariam melhor nesta fase do concerto mas infelizmente nem foram tocados. No entanto, nada disso mancha a fantástica atuação dos Kamelot e terá sido certamente um dos concertos do ano para os fãs, tendo mesmo superado as expectativas de muitos.


Texto por Mário Santos Rodrigues
Fotos por Diana Fernandes
Agradecimentos: Prime Artists