• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes

Symphony X - Underworld




Riverside - Love Fear And The Time Machine




Amorphis - Under The Red Cloud





Flayed - Monster Man




Ivanhoe - 7 Days




Elferya - Eden's Fall




Spektr - The Art To Disappear




Rab - Rab 2




Exumer - The Raging Tides




Tales Of The Tomb - Volume One Morprhas




Dimino - Old Habits Die Hard




Roxxcalibur - Gems Of The NWOBHM





The Fifth Alliance - Death Poems




Augrimmer - Moth And The Moon




The Great Tyrant - The Trouble With Being Born




Weeping Silence - Opus IV - Oblivion




Watercolour Ghosts - Watercolour Ghosts




Hexx - Under The Spell/ No Escape




Deseized - A Thousand Forms Of Action




Razor Rape - Orgy In Guts




Sadist - Hyaena




Xandria - Fire & Ashes




Alien Syndrome 777 - Outer




Asylum Pyre - Spirited Away




Canyon Of The Skell - Canyon Of The Skull




Chron Goblin - Blackwater




Extreme Cold Winter - Paradise Ends Here

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



















Entrevista aos Wintersun

Os Wintersun estão de volta mas só acede ao novo álbum “The Forest Seasons” quem participar na campanha de crowdfunding que se iniciou no dia 1 de março e que terminará no dia 31 do mesmo mês. (...)

Vallenfyre revelam detalhes do novo álbum

O próximo álbum dos Vallenfyre, intitulado "Fear Those Who Fear Him", será lançado a 2 de Junho pela Century Media Records. O 3º álbum da banda foi gravado (...)

Hail Of Bullets chegam ao fim

A guerra dos Hail Of Bullets chegou ao fim. A banda holandesa colocou um término na sua luta e para a história ficaram álbuns como "...of Frost and War", (...)

Novembers Doom lançam novo vídeo

Os Novembers Doom, banda oriunda de Chicago, acaba de lançar um novo vídeo com a letra. Retirada do seu décimo álbum, “Zephyr”, foi, desta feita, a escolhida.(...)

Testament preparam lançamento de novo álbum e livro

Apesar do seu último álbum "Brotherhood Of The Snake" ter sido lançado há apenas cinco meses, os Testament encontram-se já a trabalhar no seu sucessor. A revelação surgiu numa entrevista(...)


A alcateia saiu à rua: numa noite fria, os fãs de Moonspell juntaram-se na capital de Portugal , no Campo Pequeno, para comemorar o 20º aniversário de “Irreligious”, fazendo parte do DVD que será lançado posteriormente, com as gravações deste concerto.

O alinhamento para esta noite já era conhecido, mas a noite não deixou de ser surpreendente. Os Moonspell prometeram e cumpriram: foram tocados, na íntegra, os álbuns “Wolfheart”, “Irreligious” e o mais recente “Extinct”. Cada álbum teve direito a uma hora de espetáculo, mudanças de cenário (começámos com uma lua cheia) e de roupagem, convidados especiais, fogo e pirotecnia…Foi um espetáculo bem composto que ficará para a posteridade através do DVD "Under A Full Moon Madness" que, certamente, muitos anseiam que venha cá para fora. 

A noite começou com um uivo poderosíssimo, isto é, com o aclamado “Wolfheart”. Fernando Ribeiro avisou que tinham pouco tempo para falar (pudera, tinham 28 temas pela frente!), mas agradeceu a presença de todos, reforçando o suporte que os fãs têm vindo a dar ao longo dos 25 anos de existência dos Moonspell. De notar a presença de várias nacionalidades no público – inclusivamente, via-se uma bandeira italiana pendurada numa das bancadas. As primeiras convidadas a surgir em palco foram as Crystal Mountain Singers, que deram um carisma especial à noite. À medida que “Wolfheart” ia sendo percorrido, o ambiente instalava-se. Em “Trebaruna” e “Ataegina”, viam-se muitos corpos a dançar na plateia (e nas bancadas também, levando os fãs a levantar-se das cadeiras). Em “Vampiria”, vimos Fernando Ribeiro coberto com uma capa a condizer com o tema – vampiresca, portanto – bem como um cenário vestido de vermelho. Terminámos este primeiro registo com a emblemática “Alma Mater”, na qual Fernando Ribeiro se apresenta com a bandeira de Portugal aos ombros. Ninguém ficou indiferente a este momento. 

Surge o primeiro intervalo, antes de ouvirmos “Irreligious”. Uma das surpresas da noite foi a presença da banda Cornalusa, que surge a tocar em frente das grades. Com um estilo folk bastante entusiasmante, foi impossível para alguns ouvi-los sem mexer um pouco o corpo. Para outros, foi momento de fazer uma pausa e passear um pouco pelo recinto. Os Cornalusa agradeceram o convite dos Moonspell para fazerem parte desta grande noite. Chegaram a tocar a sua versão de “Trebaruna”. 

Com “Irreligious”, chegaram as labaredas e a pirotecnia logo no primeiro tema apresentado, “Opium”. O vocalista refere que a vantagem de tocar um álbum na íntegra é poder redescobri-lo. Destacou o tema “A Poisoned Gift” como uma “preciosidade” que a banda foi redescobrindo. Em “Raven Claws”, surge novamente uma convidada especial, Mariangela Demurtas, vocalista da banda norueguesa Tristania. Este foi um dos temas mais poderosos da noite, muito também graças à voz e energia desta vocalista. Será que ainda nos íamos surpreender? Em “Herr Spiegelmann”, Fernando Ribeiro surge com um visual mais futurista – um fato coberto de espelhos e lasers verdes nas mãos que, a um determinado momento, fez lembrar a personagem “Eduardo Mãos de Tesoura”. A esta altura, já se tinham visto alguns momentos de crowdsurfing. O álbum termina com a apresentação de “Full Moon Madness”, que Fernando Ribeiro destaca como uma das músicas mais importantes da banda.

Os Cornalusa voltam a animar o intervalo, seguindo-se o mais recente álbum dos Moonspell, e último da noite: “Extinct”. Nesta altura, já era visível algum cansaço por parte de todos – plateia e membros da banda – mas “não podemos desistir”, palavras de Fernando Ribeiro. Talvez por este motivo tenha soado menos potente – comparando com os últimos dois álbuns já apresentados nesta noite – nomeadamente no que diz respeito à voz de Fernando. No tema-título do álbum, surge a cantora e apresentadora Carolina Torres em palco, a dominar (literalmente) por breves instantes. Antes de “A Dying Breed”, Fernando Ribeiro reforça o percurso árduo que a banda viveu até poder tocar em grandes salas, como aquela onde se encontravam no momento, e apresentar 3h de concerto aos seus fãs. Com o último tema apresentado, “The Future Is Dark”, surgiu uma promessa: os Moonspell vão voltar à capital ainda este ano. A alcateia ficará à espera de uma nova data para uivar.  

Texto por Sara Delgado
Fotografia por Liliana Quadrado
Agradecimentos: Vibes & Beats