• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)

Os Life of Agony trazem-nos o seu quinto álbum de estúdio “A place where there’s no more pain”. Vamos desvendar esta forte e renovada energia...

M.I. - Este novo álbum é, sem dúvida, um regresso poderoso. Como se sentem acerca do mesmo?

Nós realmente não poderíamos estar mais felizes com a forma como  isto correu. Sabe tão bem poder estar por detrás de um produto como este. Investimos longos meses na criação e estamos super entusiasmados por o resto do mundo o poder ouvir.


M.I. - Tendo em conta o seu nome, onde é esse “lugar” onde não existe mais dor? É dentro de nós?

Nós sentimos que estamos a criar esse lugar através da música e das letras. É como este espaço imaginário no qual este álbum te põe para lidar com as batalhas da vida mais facilmente. Ajuda muito as pessoas a saberem que não estão sozinhas com os seus sentimentos... Isso é o que este disco diz em tantas palavras.


M.I. - As vossas letras são maioritariamente acerca de sentimentos. Qual é o seu propósito? 

O que mais é que podes escrever acerca que realmente capturará o coração e a alma de alguém? Nós, como banda, somos essa ligação com os ouvintes. Nós queremos fazê-lo sentir algo. Seja para ajudar a revelar os seus medos ou enfrentar uma luta, no fim, geralmente ajuda, mesmo que doa inicialmente.


M.I. - Porque escolheram “Life of Agony” como o nome da banda?

O Alan teve este sonho maluco e viu as palavras “Life of Agony” nele. Perguntou-nos o que pensávamos sobre chamar isso à banda no dia seguinte e nós concordámos!  


M.I. - Quais são as vossas principais influências?

A vida, o amor, a família e boa música... Eu ouço tudo desde Metallica a Bob Marley, Muse a Sepultura. Tudo quanto me mova fisicamente ou emocionalmente tem influência em mim.


M.I. - Quase seis anos depois, consideram que os vossos fãs têm mente aberta relativamente ao/à Keith/ Mina Caputo?

Sem dúvida. O apoio à Mina tem sido nada menos do que maravilhoso. Os antigos e os novos fãs aceitaram-na de braços abertos e é tão bom ver a Mina feliz. A banda tem mais poder e fogo do que nunca.


M.I. - Desde a vossa segunda reunião, em 2014, até agora, como evoluiu a vossa música? 

A banda está numa posição melhor por toda a parte. Eu acredito que nós percebemos a dinâmica entre cada um de nós mais do que nunca. Isto, de facto, reflete-se na música e na confiança entre nós. Nós estamos mais unidos fora do palco, o que nos torna mais unidos no palco. Connosco, é tão simples quanto isso.


M.I. - Qual é a sensação de estarem juntos novamente em palco?

Melhor do que nunca.


M.I. - O álbum “River Runs Red” foi um sucesso tremendo. Quais são as vossas expectativas relativamente ao feedback deste novo álbum?

Nós estamos a obter uma reação tremenda deste álbum. Alguns fãs estão a relacioná-lo com o impacto que o “River Runs Red” teve neles. Nós vemo-lo como um dos nossos melhores discos e é uma peça intemportal com certeza. Só podemos ver como evolui a partir daqui, mas até agora tem corrido bem!


M.I. - Os Life of Agony estarão em Espanha, em junho. Quando é que vos veremos em Portugal?

Nós esperamos abranger muitos locais que não abrangemos nos últimos anos. A nossa agência está a agendar mais e mais para 2018. Mantenham os olhos abertos para atualizações acerca de onde estaremos.


M.I. - Muito obrigada pelo vosso tempo. Por favor, deixem uma mensagem aos fãs portugueses e aos nossos leitores.

Obrigado a todos os fãs de LOA por aí... Sem vocês, nós não seríamos nada!

For English version, click here.

Entrevista por Dora Coelho