• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Total Pageviews

Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































The Sword vão entrar num hiato

Corte quase fatal no futuro dos The Sword, uma vez que a banda texana anunciou há dias que fará uma pausa, embora tenha lançado ainda em março (...)

Hate Eternal lançam áudio de "Nothingness of Being"

A banda de death metal irá lançar o novo álbum, Upon Desolate Sands, a 26 de outubro através da Season Of Mist. Depois de desvendar (...)

Alterações no alinhamento do Festival Bardoada e Ajcoi

O Festival Bardoada e Ajcoi anunciou a substituição de duas das bandas previamente confirmadas. (...)

Marky Ramone em Portugal no próximo mês

O veterano Marky Ramone tem dois espectáculos marcados para o nosso país, que serão nada mais, nada menos, do que o warm up para o Lisbon Tattoo Rock Fest 2018. (...)

Behemoth lançam nova música "Wolves Ov Siberia"

"Wolves Ov Siberia", o novo vídeo de Behemoth, pode ser visto acima. A música faz parte do próximo álbum da banda, "I Loved You At Your Darkest", (...)

Os Life of Agony trazem-nos o seu quinto álbum de estúdio “A place where there’s no more pain”. Vamos desvendar esta forte e renovada energia...

M.I. - Este novo álbum é, sem dúvida, um regresso poderoso. Como se sentem acerca do mesmo?

Nós realmente não poderíamos estar mais felizes com a forma como  isto correu. Sabe tão bem poder estar por detrás de um produto como este. Investimos longos meses na criação e estamos super entusiasmados por o resto do mundo o poder ouvir.


M.I. - Tendo em conta o seu nome, onde é esse “lugar” onde não existe mais dor? É dentro de nós?

Nós sentimos que estamos a criar esse lugar através da música e das letras. É como este espaço imaginário no qual este álbum te põe para lidar com as batalhas da vida mais facilmente. Ajuda muito as pessoas a saberem que não estão sozinhas com os seus sentimentos... Isso é o que este disco diz em tantas palavras.


M.I. - As vossas letras são maioritariamente acerca de sentimentos. Qual é o seu propósito? 

O que mais é que podes escrever acerca que realmente capturará o coração e a alma de alguém? Nós, como banda, somos essa ligação com os ouvintes. Nós queremos fazê-lo sentir algo. Seja para ajudar a revelar os seus medos ou enfrentar uma luta, no fim, geralmente ajuda, mesmo que doa inicialmente.


M.I. - Porque escolheram “Life of Agony” como o nome da banda?

O Alan teve este sonho maluco e viu as palavras “Life of Agony” nele. Perguntou-nos o que pensávamos sobre chamar isso à banda no dia seguinte e nós concordámos!  


M.I. - Quais são as vossas principais influências?

A vida, o amor, a família e boa música... Eu ouço tudo desde Metallica a Bob Marley, Muse a Sepultura. Tudo quanto me mova fisicamente ou emocionalmente tem influência em mim.


M.I. - Quase seis anos depois, consideram que os vossos fãs têm mente aberta relativamente ao/à Keith/ Mina Caputo?

Sem dúvida. O apoio à Mina tem sido nada menos do que maravilhoso. Os antigos e os novos fãs aceitaram-na de braços abertos e é tão bom ver a Mina feliz. A banda tem mais poder e fogo do que nunca.


M.I. - Desde a vossa segunda reunião, em 2014, até agora, como evoluiu a vossa música? 

A banda está numa posição melhor por toda a parte. Eu acredito que nós percebemos a dinâmica entre cada um de nós mais do que nunca. Isto, de facto, reflete-se na música e na confiança entre nós. Nós estamos mais unidos fora do palco, o que nos torna mais unidos no palco. Connosco, é tão simples quanto isso.


M.I. - Qual é a sensação de estarem juntos novamente em palco?

Melhor do que nunca.


M.I. - O álbum “River Runs Red” foi um sucesso tremendo. Quais são as vossas expectativas relativamente ao feedback deste novo álbum?

Nós estamos a obter uma reação tremenda deste álbum. Alguns fãs estão a relacioná-lo com o impacto que o “River Runs Red” teve neles. Nós vemo-lo como um dos nossos melhores discos e é uma peça intemportal com certeza. Só podemos ver como evolui a partir daqui, mas até agora tem corrido bem!


M.I. - Os Life of Agony estarão em Espanha, em junho. Quando é que vos veremos em Portugal?

Nós esperamos abranger muitos locais que não abrangemos nos últimos anos. A nossa agência está a agendar mais e mais para 2018. Mantenham os olhos abertos para atualizações acerca de onde estaremos.


M.I. - Muito obrigada pelo vosso tempo. Por favor, deixem uma mensagem aos fãs portugueses e aos nossos leitores.

Obrigado a todos os fãs de LOA por aí... Sem vocês, nós não seríamos nada!

For English version, click here.

Entrevista por Dora Coelho