• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Process Of Guilt - Black Earth


Dephosphorus - Impossible Orbits


Samsara Blues Experiment - One With the Universe


Æther Realm - Tarot


Psygnosis - Neptune


Schammasch - The Maldoror Chants: Hermaphrodite


Altar of Betelgeuze - Among The Ruins


Nargaroth - Era of Threnody


Condor - Unstoppable Power


Holy Blood - Glory to the Heroes


The Flight of Sleipnir - Skadi


The Obsessed - Sacred


Necroblood - Collapse of the Human Race


Full of Hell - Trumpeting Ecstasy


Funeralium - Of Throes And Blight


Nightbringer - Terra Damnata


The Sarcophagus - Beyond This World's Illusion


Chaos Synopsis - Gods of Chaos


Farsot - Fail.Lure


Unearthly Trance - Stalking the Ghost


Daemon Forest - Dissonant Walk


The Ruins of Beverast - Exuvia


Novembers Doom - Hamartia


Funeral Tears - Beyond The Horizon



Summoner - Beyond the Realm of Light

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Queens of the Stone Age confirmados no NOS Alive'18

Os Queens of the Stone Age foram confirmados para a próxima edição do NOS Alive, que vai ocorrer entre os dias 12 e 14 de Julho de 2018(...)

Under The Doom V anuncia um cancelamento e respetiva substituição

O cartaz do Under The Doom V, que vai ocorrer entre os dias 30 de Novembro e 2 de Novembro, acaba de sofrer uma ligeira alteração. Os franceses Funeraliumoi (...)

Corrosion Of Conformity lançam novo álbum em Janeiro

Os americanos Corrosion Of Conformity estão a preparar-se para lançar, a 12 de Janeiro, o seu novo álbum “No Cross No Crown”, pela Nuclear Blast Entertainment. (...)

SWR Barroselas Metalfest revela primeiras confirmações

O festival SWR Barroselas Metalfest anunciou hoje as primeiras confirmações para a edição do próximo ano. O evento, que vai ter lugar de 27 a 29 de Abril(...)

Graveyard em Portugal - Revelada banda de abertura

Como é sabido, os suecos Graveyard vão atuar na sala Lisboa Ao Vivo, já no próximo dia 25 de Novembro. Os portugueses(...)


Os suíços Schammasch já não são estranhos nenhuns, no panorama do Black Metal atual.  Tendo ganho exposição especialmente o ano passado, com o monolítico triplo album, “Triangle”, os Schammasch têm sido uma constante referência para o Avant-Garde Black Metal moderno e, um ano depois apenas, estão de volta com uma obra que representa o início de um novo ciclo. 

Enquanto que o precedente, “Triangle”, marcou o final da trilogia numérica de álbuns e uma catarse conceptual da banda, este novo EP, “The Maldoror Chants: Hermaphrodite”, marca o início de uma nova era na carreira da banda, não apenas por constituir a primeira manifestação de uma nova série de lançamentos inspirados no romance poético, “Les Chants de Maldoror”, escrito por Isidore-Lucien Ducasse; como pelo facto de representar um marco importante na evolução sónica dos helénicos. 

Para quem ouviu o “Triangle”, este EP pode ser sucintamente descrito como um híbrido entre o 2º e 3º discos desse album. É um album Avant-Garde em toda a sua essência e uma experimentação com atmosferas e emoções que se vai tornando progressivamente mais intensa e envolvente à medida que o album progride, focado em narrar uma história e em mergulhar o ouvinte nas profundezas do seu próprio pensamento, desafiando-o a autoavaliar-se e a combater os repugnantes preconceitos da humanidade. 

Apesar de tudo isto, a característica mais única deste EP é o modo como a banda rejeita por completo a composição musical formulaica e estruturada e se foca na fluidez das músicas, na naturalidade com que a instrumentalização flui ao longo destas 7 faixas, sendo esta composta por riffs magnéticos, geralmente em tempos lentos, que funcionam como uma tela de Dark Ambient sobre a qual são pincelados os outros elementos, uma prestação memorável na bateria com uma execução absurda e um estilo totalmente distinto fundindo percussão tribal com blast beats e uma sólida execução vocal que varia entre solenes linhas de Spoken Word e belos coros ritualísticos. 

Este é o protótipo de obra que deve ser ouvida na íntegra, de início ao fim, pois nenhuma das suas faixas faz sentido isolada. 

Acho portanto de louvar a tentativa dos Schammasch de continuar a expandir os horizontes de Black Metal e, apesar desta obra não estar isenta de falhas nem de alguma excessiva repetição de ideias, é uma que não deve ser ignorada neste ano de 2017 e que desperta a curiosidade para o que os suíços irão conjeturar no futuro. 

Nota: 8.4/10

Review por Filipe Mendes