• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)


Os Æther Realm trazem-nos este baralho de cartas vindas do mundo etéreo. A banda dos Estados Unidos consegue, mais uma vez, cativar-nos do primeiro ao último minuto, através de sons melódicos e folclóricos. Se um dia achámos que a junção de Melodic Death Metal e Folk daria uma mixórdia esquisita? Talvez, mas o facto é que a banda prova-nos do contrário. É certo que ainda são uma banda recente, e a avaliar o seu percurso, esperamos que nos tragam mais prendas como este tarô único. Talvez até dos poucos que não nos importaríamos de seguir.

“Tarot”, um baralho de cartas que conseguimos ler durante uma hora e catorze minutos, aproximadamente, mostra-se ser bastante assumido nas suas composições. A influência melódica consegue trazer um pouco de brilho com uns solos pequenos durante as músicas. Pelo meio ainda conseguimos ouvir o som de flautas, que o Folk Metal tanto nos oferece (e nós agradecemos!...), bem como o som uma guitarra acústica, que nos acalma a alma.

Das muitas coisas boas que este álbum tem, talvez seria de destacar a última música, “The Sun, The Moon, The Star”, onde conseguimos viajar pelo mundo das estrelas ao longo de cerca de 19 minutos (quase 20 minutos de puro cosmos). Nota-se aqui uma grande influência de Wintersun (principalmente as várias passagens do álbum “Time”) – será que se inspiraram aqui? O que importa aqui é que, inspirados ou não, demonstram-nos ter uma grande amplitude musical, misturando alguns géneros de forma eficaz e coerente. 

Este álbum convida-nos a fechar os olhos e imaginar o infinito. Viajar no tempo e no espaço. Percorrer mil e uma dimensões. E o ouvinte, que se sinta convidado a fazer o mesmo! Parabéns, Æther Realm. Que nos tragam mais prendas destas. Precisamos de mais reinos como este.

Nota: 8.5/10

Review por Carolina Lisboa Pereira