• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Os Soen vieram terminar a sua tour europeia de promoção ao novo álbum, “Lykaia”, em Portugal. Atuaram no Hard Club (no Porto) e, por último, no RCA Club (em Lisboa). É desta última data que vimos falar. Os noruegueses Madder Mortem foram os convidados para abrir o espetáculo. 

Esta noite marcou o regresso dos Madder Mortem a terras lusas, 14 anos volvidos sobre a sua última passagem por cá, recordou a vocalista Agnete M. Kirkevaag. Nesse sentido, metade da sua discografia nunca tinha sido apresentada nos palcos portugueses, e foi precisamente nela que esta atuação incidiu, não tendo sido tocado qualquer tema dos três primeiros álbuns. Entraram em palco com “If I Could”, tema do seu último álbum, “Red in Tooth and Claw”, lançado no ano passado. Seguiram-se “Little Things”, “The Whole Where Your Heart Belongs” e “M For Malice”, com uma Agnete muito expressiva, dançando os seus temas e lançando olhares afetuosos ao público. A meio da atuação, em “Returning to the End of the World”, o público começa a manifestar-se e foi um dos temas mais aplaudidos da noite, a par de “Armour”. Já em “Resolution” foi onde a voz de Agnete esteve mais poderosa, arrancando aplausos. O tema mais “depressivo” da noite, “Hangman”, foi também bastante aplaudido e mostrou-nos a versatilidade da banda, capaz de cativar com várias sonoridades. Mas como Agnete referiu, num sábado à noite também queremos animação, e foi o que tivemos ao som de “Fallow Season”, um tema bastante contagiante. Terminaram a atuação com “Underdogs” e muitos agradecimentos. Certamente que os fãs aguardarão por um regresso em nome próprio.

Foi com aroma a incenso, acabado de queimar, que o supergrupo Soen entrou em palco, iniciando com “Canvas”. Esta foi uma noite bastante especial para fãs e membros da banda. Para além de marcar o término de um ciclo, a tour de divulgação de “Lykaia”, esta foi uma das datas escolhidas para constar no primeiro DVD da banda. Motivos suficientes para o público dar tudo o que tinha! Seguiram-se “Sectarian” e “Savia”, e a voz de Joel Ekelöf fundia-se com a dos fãs. Joel mencionou que a melhor forma de terminar a tour era numa cidade como Lisboa, que acompanhou o percurso dos Soen desde o início. Poderá querer chamar a capital de irmã? É que seguiu-se “Sister” e, novamente, o público a mostrar que “Lykaia” entrou bem no ouvido. Contudo, o tema que se avizinhava, “Pluton”, terá sido o momento alto da noite. Primeiro, é de destacar o solo do guitarrista Marcus Jidell (que, aliás, esteve brilhante em toda a atuação). Mas, para além disso, o público acompanhou a melodia do tema mesmo após os músicos terem pousado os instrumentos (esperemos que este momento conste no DVD, pois foi arrepiante!). 

Após “The Words”, um tema também bastante aplaudido, Joel agradeceu a todos os que contribuíram para o sucesso da tour, desde os membros da equipa aos Madder Mortem. Em “Opal” destacou-se a voz de Joel, cheia de emotividade. A esta altura da noite, já nos apercebíamos que o concerto voava e só queríamos aproveitar cada momento. Seguiram-se “Kuraman”, “Jinn” e “Fraccions”. Esta última continua a ser uma das mais acarinhadas pelo público, talvez por também ter sido com ela que os Soen se deram a conhecer.  O encore surgiu com a aguardada “Tabula Rasa” (e mais um solo brilhante!). E, infelizmente, estávamos a chegar ao fim (mais meia dúzia de temas e teríamos a noite perfeita). A atuação terminou com “Lucidity” e o desejo que Joel expressou de ver-nos em breve. Como ouvimos neste último tema, “let the journey allure you to stay”, Soen!


Texto por Sara Delgado
Fotografias por Vasco Rodrigues

Agradecimentos: Free Music Events