• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Do Cartaxo costuma dizer-se que é um local com excelentes termas, alusão irónica às caves vinícolas que abundam na região. Mas a vila ribatejana também tem amantes do metal e provando isso mesmo, decorreu no passado dia 28 de Outubro, o 2º CTX Metal Fest.

Com um programa vasto, que incluía tertúlia da guitarra eléctrica, apresentações de livros e lançamento da cerveja oficial do evento, o Centro Cultural do Cartaxo recebeu, a partir das 21 horas, um excelente cartaz de bandas death/black metal.

À hora marcada subiram ao palco os KarbonSoul, para brindar o público presente com cerca de 40 minutos de um excelente death metal. A banda de Sintra apresentou no CTX algumas faixas novas, mas iniciou a sua actuação tocando na íntegra o seu EP “3logy” de 2014. “Decadent Empire”, “Construction Through Destruction” e “Bleeding Sorrow” mostram uma banda bastante mais evoluída do que aquando da gravação do disco, com Mafalda “Muffy” Hortas a demonstrar que é uma das melhores frontwomen nacionais. As novas músicas “Lost in Between” e “Post Lux Tenebras” demonstraram bem a capacidade do Mário “Rstein” Rodrigues, guitarrista fundador da banda, em criar a banda sonora para Muffy complementar com uma excelente prestação vocal, bem ao gosto dos amantes do Death Metal. Antes de terminarem a atuação com a nova faixa “Gluttony”, houve ainda tempo de recuar sete anos atrás e interpretar “Frozen Bodies”, incluída na saudosa compilação “Concilium 13”, editado pela União Metálica.

A segunda banda da noite, os Dawn of Ruin, não apresentou música nova mas sim uma nova vocalista. A notícia já tinha sido dada nas redes sociais da banda, mas os mais desatentos só se aperceberam à entrada da banda em palco que a pessoa envolta numa capa com capuz e de cara pintada de branco e negro era Liliwhite, a vocalista de Inner Blast, e que fazia no Cartaxo a primeira apresentação, substituindo Carpathian Wolf. Foi a primeira hipótese de ver como ficam as faixas de Dawn of Ruin com uma voz feminina e o resultado final foi bastante satisfatório. A banda da Bobadela entrou num palco cercado de velas brancas acesas, imediatamente atacando “Satan’s Blood”. “Ekhidna”, curiosamente o primeiro nome da banda dos arredores de Lisboa, mostra grandes diferenças na vocalização, com Liliwhite a entregar uma emoção à faixa que parecia faltar quando a comparamos à versão que abria a demo “Poço da Infâmia” e a prestações ao vivo passadas. “Descanso Eterno”, “They Crawl Near” e “Tetraplegic God” mostram uma banda compenetrada no seu black/death metal com momentos onde a velocidade dos guitarristas nos levam a paragens mais thrash, e o final com “Morte Vermelha” e “O Medo” mostram que a aposta na Liliwhite parece ganha.

Os Decayed são figuras incontornáveis do Black Metal nacional e o seu old school black metal não tem paralelo no nosso país. A sua actuação incluiu todos os clássicos da banda, com “Son of Satan” a iniciar as hostilidades, seguido de “From Beyond the Grave”, “Hellwitch”, “Cravado na Cruz”, “Martelo do Inferno”, “Spikes Leather Bullets”, a nova faixa “Ritos de Iniciação”, Darkness Falls, Drums of Valhalla e um apoteótico “Fuck Your God”. Foi pouco para um público que queria muito mais e para uma banda com mais de uma centena de faixas editadas.

De Oeiras vieram os Invoke, banda de black metal melódico que há muito estava afastada dos palcos. Trajados de monges, a banda liderada por Pedro “Reborn”, a banda cativou os presentes com as suas paisagens sonoras atmosféricas, apresentando ao público o seu novíssimo disco, “Somnium Paradox” na quase totalidade. Com uma secção rítmica brutalmente eficaz e um Reborn particularmente ativo, as músicas dos Invoke ganham uma roupagem muito particular, com o vocalista/guitarrista a vociferar a letra para imediatamente passar apenas a sussurrar, num jogo de voz que parece irromper pela parede sonora criada. Apesar de alguns toques de Dimmu Borgir, os Invoke são das bandas nacionais mais experimentadas e isso nota-se em faixas como “Hall of Mirrors” ou “Forever Forgotten”.
Texto e fotografias por Vasco Rodrigues
Agradecimentos: CTX Metal Events