• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Process Of Guilt - Black Earth


Dephosphorus - Impossible Orbits


Samsara Blues Experiment - One With the Universe


Æther Realm - Tarot


Psygnosis - Neptune


Schammasch - The Maldoror Chants: Hermaphrodite


Altar of Betelgeuze - Among The Ruins


Nargaroth - Era of Threnody


Condor - Unstoppable Power


Holy Blood - Glory to the Heroes


The Flight of Sleipnir - Skadi


The Obsessed - Sacred


Necroblood - Collapse of the Human Race


Full of Hell - Trumpeting Ecstasy


Funeralium - Of Throes And Blight


Nightbringer - Terra Damnata


The Sarcophagus - Beyond This World's Illusion


Chaos Synopsis - Gods of Chaos


Farsot - Fail.Lure


Unearthly Trance - Stalking the Ghost


Daemon Forest - Dissonant Walk


The Ruins of Beverast - Exuvia


Novembers Doom - Hamartia


Funeral Tears - Beyond The Horizon



Summoner - Beyond the Realm of Light

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Queens of the Stone Age confirmados no NOS Alive'18

Os Queens of the Stone Age foram confirmados para a próxima edição do NOS Alive, que vai ocorrer entre os dias 12 e 14 de Julho de 2018(...)

Under The Doom V anuncia um cancelamento e respetiva substituição

O cartaz do Under The Doom V, que vai ocorrer entre os dias 30 de Novembro e 2 de Novembro, acaba de sofrer uma ligeira alteração. Os franceses Funeraliumoi (...)

Corrosion Of Conformity lançam novo álbum em Janeiro

Os americanos Corrosion Of Conformity estão a preparar-se para lançar, a 12 de Janeiro, o seu novo álbum “No Cross No Crown”, pela Nuclear Blast Entertainment. (...)

SWR Barroselas Metalfest revela primeiras confirmações

O festival SWR Barroselas Metalfest anunciou hoje as primeiras confirmações para a edição do próximo ano. O evento, que vai ter lugar de 27 a 29 de Abril(...)

Graveyard em Portugal - Revelada banda de abertura

Como é sabido, os suecos Graveyard vão atuar na sala Lisboa Ao Vivo, já no próximo dia 25 de Novembro. Os portugueses(...)


Do Cartaxo costuma dizer-se que é um local com excelentes termas, alusão irónica às caves vinícolas que abundam na região. Mas a vila ribatejana também tem amantes do metal e provando isso mesmo, decorreu no passado dia 28 de Outubro, o 2º CTX Metal Fest.

Com um programa vasto, que incluía tertúlia da guitarra eléctrica, apresentações de livros e lançamento da cerveja oficial do evento, o Centro Cultural do Cartaxo recebeu, a partir das 21 horas, um excelente cartaz de bandas death/black metal.

À hora marcada subiram ao palco os KarbonSoul, para brindar o público presente com cerca de 40 minutos de um excelente death metal. A banda de Sintra apresentou no CTX algumas faixas novas, mas iniciou a sua actuação tocando na íntegra o seu EP “3logy” de 2014. “Decadent Empire”, “Construction Through Destruction” e “Bleeding Sorrow” mostram uma banda bastante mais evoluída do que aquando da gravação do disco, com Mafalda “Muffy” Hortas a demonstrar que é uma das melhores frontwomen nacionais. As novas músicas “Lost in Between” e “Post Lux Tenebras” demonstraram bem a capacidade do Mário “Rstein” Rodrigues, guitarrista fundador da banda, em criar a banda sonora para Muffy complementar com uma excelente prestação vocal, bem ao gosto dos amantes do Death Metal. Antes de terminarem a atuação com a nova faixa “Gluttony”, houve ainda tempo de recuar sete anos atrás e interpretar “Frozen Bodies”, incluída na saudosa compilação “Concilium 13”, editado pela União Metálica.

A segunda banda da noite, os Dawn of Ruin, não apresentou música nova mas sim uma nova vocalista. A notícia já tinha sido dada nas redes sociais da banda, mas os mais desatentos só se aperceberam à entrada da banda em palco que a pessoa envolta numa capa com capuz e de cara pintada de branco e negro era Liliwhite, a vocalista de Inner Blast, e que fazia no Cartaxo a primeira apresentação, substituindo Carpathian Wolf. Foi a primeira hipótese de ver como ficam as faixas de Dawn of Ruin com uma voz feminina e o resultado final foi bastante satisfatório. A banda da Bobadela entrou num palco cercado de velas brancas acesas, imediatamente atacando “Satan’s Blood”. “Ekhidna”, curiosamente o primeiro nome da banda dos arredores de Lisboa, mostra grandes diferenças na vocalização, com Liliwhite a entregar uma emoção à faixa que parecia faltar quando a comparamos à versão que abria a demo “Poço da Infâmia” e a prestações ao vivo passadas. “Descanso Eterno”, “They Crawl Near” e “Tetraplegic God” mostram uma banda compenetrada no seu black/death metal com momentos onde a velocidade dos guitarristas nos levam a paragens mais thrash, e o final com “Morte Vermelha” e “O Medo” mostram que a aposta na Liliwhite parece ganha.

Os Decayed são figuras incontornáveis do Black Metal nacional e o seu old school black metal não tem paralelo no nosso país. A sua actuação incluiu todos os clássicos da banda, com “Son of Satan” a iniciar as hostilidades, seguido de “From Beyond the Grave”, “Hellwitch”, “Cravado na Cruz”, “Martelo do Inferno”, “Spikes Leather Bullets”, a nova faixa “Ritos de Iniciação”, Darkness Falls, Drums of Valhalla e um apoteótico “Fuck Your God”. Foi pouco para um público que queria muito mais e para uma banda com mais de uma centena de faixas editadas.

De Oeiras vieram os Invoke, banda de black metal melódico que há muito estava afastada dos palcos. Trajados de monges, a banda liderada por Pedro “Reborn”, a banda cativou os presentes com as suas paisagens sonoras atmosféricas, apresentando ao público o seu novíssimo disco, “Somnium Paradox” na quase totalidade. Com uma secção rítmica brutalmente eficaz e um Reborn particularmente ativo, as músicas dos Invoke ganham uma roupagem muito particular, com o vocalista/guitarrista a vociferar a letra para imediatamente passar apenas a sussurrar, num jogo de voz que parece irromper pela parede sonora criada. Apesar de alguns toques de Dimmu Borgir, os Invoke são das bandas nacionais mais experimentadas e isso nota-se em faixas como “Hall of Mirrors” ou “Forever Forgotten”.
Texto e fotografias por Vasco Rodrigues
Agradecimentos: CTX Metal Events