• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Alcest revelam detalhes sobre novo álbum

Depois de um longo e intenso período de trabalho no Drudenhaus Studio, os Alcest anunciaram o término das gravações do seu sexto registo. (...)

Korn lançam novo álbum em setembro e divulgam novo single

Os Korn preparam-se para lançar o seu novo álbum, "The Nothing", no dia 13 de setembro, através da Roadrunner/Elektra

Killswitch Engage lançam novo single

Os Killswitch Engage continuam a antecipar o seu novo álbum. Para o efeito, a banda divulgou agora o primeiro single do mesmo, "Unleashed", que pode ser ouvido (...)

Testament - Novo álbum será lançado no princípio do próximo ano

O vocalista Chuck Billy e o guitarrista Eric Peterson revelaram há dias, no festival francês Hellfest, que gravaram todas as faixas para o próximo álbum (...)

Possessed, Burn Damage @ RCA Club, Lisboa – 18Jun2019

Quando eu era um jovem apreciador de metal, nos finais da década de 80, Portugal era um deserto no que toca a concertos de sons mais pesados, e quando havia algum, por exemplo no mítico Pavilhão do Dramático de Cascais, (...)


Em 2018, a superbanda de black metal, Djevel, trouxe-nos uma dádiva para o género. "Blant Svarte Graner" é a última criação do trio formado por Mannevond (ex-Urgehal) que toma conta do baixo e é o criador das vozes mais ásperas, Trond Ciekals (ex-Malice) que assume as guitarras e as vozes limpas e Faust (ex-Emperor) que, desde 2017, toma as rédeas da bateria. A banda, que já se encontra no activo desde 2009 e tendo lançado o seu primeiro trabalho completo em 2011, traz-nos este ano "Blant Svarte Graner", um álbum de 54 minutos.

A primeira faixa é um instrumental, onde começamos com um solo de guitarra acústico. Logo de seguida somos invadidos pelos riffs rápidos do segundo tema, "Her er ikke spor af mennesker", que ao longo de cinco minutos oferece a voz áspera de Mannevond, bem como a bateria afinada de Faust, que nos dá mimos de bateria há já algumas décadas. A terceira música - "De danser rundt sopelimet som om den var deres mor" - mantém a mesma linha de produção do black metal norueguês e é interessante a forma como a própria língua norueguesa confere ao black metal um sentimento especial com selo de autenticidade. Seguidamente, temos "Paa vintersti skal hun synge en gravsang som aldrig ender", que ao longo de 10 minutos e meio nos coloca na atmosfera gelada da Noruega. Djevel conseguem ao fim de quase 20 minutos cativar-nos com os sons quase inóspitos. A quinta faixa, "Naa er hele livet paa ravnens bord", mantém o balanço quase perfeito dos riffs e vozes rasgadas e prosseguimos para as restantes faixas. De igual relevo, temos por exemplo a sétima música do álbum "I denne gamle falne kirke" e "Banker som doedningeknoker", penútlima faixa. Despedimo-nos com "Alt som her var er naa borte", um instrumental que nos acalma depois desta mistura de riffs agressivos e sonoridades violentas.

Djevel são a prova viva de que muitas vezes a voz da experiência ajuda a criar peças deste calibre. Aguardamos pelo próximo álbum deste supergrupo que nos tem vindo a surpreender ao longo dos últimos sete anos.

Nota: 8.9/10

Review por Carolina Lisboa Pereira