• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































The Sword vão entrar num hiato

Corte quase fatal no futuro dos The Sword, uma vez que a banda texana anunciou há dias que fará uma pausa, embora tenha lançado ainda em março (...)

Hate Eternal lançam áudio de "Nothingness of Being"

A banda de death metal irá lançar o novo álbum, Upon Desolate Sands, a 26 de outubro através da Season Of Mist. Depois de desvendar (...)

Alterações no alinhamento do Festival Bardoada e Ajcoi

O Festival Bardoada e Ajcoi anunciou a substituição de duas das bandas previamente confirmadas. (...)

Marky Ramone em Portugal no próximo mês

O veterano Marky Ramone tem dois espectáculos marcados para o nosso país, que serão nada mais, nada menos, do que o warm up para o Lisbon Tattoo Rock Fest 2018. (...)

Behemoth lançam nova música "Wolves Ov Siberia"

"Wolves Ov Siberia", o novo vídeo de Behemoth, pode ser visto acima. A música faz parte do próximo álbum da banda, "I Loved You At Your Darkest", (...)

Depois de há umas semanas ter recebido os Mata-Ratos, a discoteca Theatro Club no Cacém abriu o seu espaço no primeiro dia de Fevereiro para receber directamente de Beja os HoChiMinh, com a primeira parte a cargo dos Lvnae Lvmen, também eles com raízes profundas na capital do Baixo Alentejo.

Apesar das 22h30 divulgadas para início dos concertos, na realidade já era dia 2 de Fevereiro quando a banda de Sérgio Páscoa tomou posição no amplo palco do local.


Com um brilhante pano de fundo a simular um teatro, um verdadeiro trompe l’oeil que dá logo outra ambiência aos concertos, Os Lvnae Lvmen iniciaram a sua prestação com “Death Or Glory”, o já habitual tema de abertura, com a também habitual presença do som de bandolim nas mãos do frontman, ele que é um dos maiores impulsionadores do underground metálico nacional.


A sala composta foi ajudando à festa, com o death metal de inspiração na história de Portugal a ecoar forte e coeso. Bem disposto, Sérgio foi introduzindo a sua versão de diversos episódios na nossa história imediatamente seguida por grandes malhas como “Nebula Horrenda” ou “The Punishment of 1531” (um terramoto muito mais importante que o de 1755, nas suas palavras).

Já por várias vezes assistimos a excelentes prestações dos HochiminH por Lisboa e arredores (relembro um excelente concerto no Bardoada), e sabemos que João Ramos é um frontman de excelência, mas o concerto desta noite ficará decerto na lembrança de quem lá esteve por muito tempo.


O arranque com a tripla “Liar”, “Blindness” e “Alive” meteu logo a plateia em reboliço, mostrando que o heavy metal aliado aos beats electrónicos dos alentejanos segura muito bem qualquer espaço, e lançava um som perfeito dos monitores. A banda soa muito melhor ao vivo do que em disco e isso fica patente em temas como “I Hope You Never” ou “Way of Retain”, ambos de “It Has Begun”, a rodela que a Raging Planet lançou em 2009.


Ramos lançou várias “bocas” à plateia, convidou um aniversariante ao palco, e viu-se que adorou o carinho que uma sala extremamente bem composta (e o espaço é grande!) ofereceu à sua banda. A tradicional versão de “Enjoy The Silence”, dos Depeche Mode, não pode faltar, nem algum crowd surfing pelo meio.


No final, os presentes decidiram que ainda era cedo para ir para casa, levando a banda a um encore onde repetiram as faixas “Way of Retain” e “Alive”.
Depois de uma noite destas, é caso para perguntar quando é o próximo...