• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


E agora, algo completamente diferente! Os Wardruna são noruegueses, de Bergen, e não tocam black metal. Na verdade, são uma banda que nem ser usam distorção. Gaahl é um dos vocalistas - Linday Fay Hella é a outra - e a música tem um toque folk e ritualista que até se pode dizer que é familiar ao black metal, mas o espírito não poderá ser, em termos sonoros, mais oposto. Mais de uma hora de duração (sessenta e oito minutos) fazem do segundo álbum deste projecto uma viagem a tempos passados e com que se queira lá ficar com muito gosto.

Tal como no álbum anterior, cada tema pega numa Runa e explora-a liricamente e sonicamente - e assim será no próximo já que se trata de uma trilogia que cobrem as vinte e quatro runas do Elder Futhark, um dos antigos alfabetos rúnicos, usado na escandinávia. Os instrumentos usados aqui são bastante orgânicos (não se notando muito bem o que são samples e o que são instrumentos..."reais"), todos tocados pelo multi-instrumentalista Kvitrafn (que já foi baterista de bandas como Sahg e Gorgoroth) e a atmosfera transmitida é fantástica. Uma coisa é usar a cultura pagã que está na origem dos povos da escandinava como gimmick, numa intro, aberturas de concertos, até misturar com metal, de forma bem sucedida.  Outra coisa é explorar esse lado apenas, num segundo álbum, com onze músicas, ssessenta e oito minutos, sem soar repetitivo.

Esta viagem por "Yggdrasil" é uma viagem à cultura nórdica, é uma viagem que muitos poderão achar aborrecida, por acusarem a ausência de guitarras distorcidas, blastbeasts ou vozes a gritar por satanás. Para aqueles que não sentem as coisas desta forma e conseguem mergulhar a fundo, esta é uma verdadeira pérola em que para sair deste mundo basta fechar os olhos e abrir os ouvidos. Inesperado, surpreendente e deliciosamente essencial.


Nota: 9/10

Review por Fernando Ferreira