• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































The Sword vão entrar num hiato

Corte quase fatal no futuro dos The Sword, uma vez que a banda texana anunciou há dias que fará uma pausa, embora tenha lançado ainda em março (...)

Hate Eternal lançam áudio de "Nothingness of Being"

A banda de death metal irá lançar o novo álbum, Upon Desolate Sands, a 26 de outubro através da Season Of Mist. Depois de desvendar (...)

Alterações no alinhamento do Festival Bardoada e Ajcoi

O Festival Bardoada e Ajcoi anunciou a substituição de duas das bandas previamente confirmadas. (...)

Marky Ramone em Portugal no próximo mês

O veterano Marky Ramone tem dois espectáculos marcados para o nosso país, que serão nada mais, nada menos, do que o warm up para o Lisbon Tattoo Rock Fest 2018. (...)

Behemoth lançam nova música "Wolves Ov Siberia"

"Wolves Ov Siberia", o novo vídeo de Behemoth, pode ser visto acima. A música faz parte do próximo álbum da banda, "I Loved You At Your Darkest", (...)


O dia 19 de Novembro prometia mais uma grande noite de metal no Paradise Garage. Isto porque era noite de duas importantes bandas, os colossos do death metal melódico, os suecos Dark Tranquillity, bem conhecidos do público nacional, e os noruegueses Tristania, uma das figuras importantes do metal gótico cantado no feminino.


Os Tristania traziam um muito bom novo álbum na bagagem e sabiam-no, por isso promoveram-no em força. "Darkest White" foi o grande destaque do alinhamento com cinco músicas, a saber: "Number", "Night on Earth", "Himmelfall", a faixa título e "Requiem", sendo que esta última fechou em óptimo nível o concerto. Houve pouco espaço para temas antigos, apenas "Beyond the Veil" do álbum com o mesmo nome e "The Shining Path" de "World Of Glass" foram visitadas nesta noite. Mariangela Demurtas esteve em bom plano nessas músicas mas foi nas faixas dos álbuns em que a mesma participa, "Rubicon" e "Darkest White" que a vocalista mais brilhou, mostrando um vozeirão digno de registo, e foi muito bem coadjuvada por Kjetil Nordhus e Anders Høyvik Hidle nos registos limpo e gritado, respectivamente. Foi a primeira vez que a banda nórdica actuou em Lisboa e obteve uma boa reacção do público, pelo menos foram alvo de muitos aplausos entre cada tema. Talvez não tenha sido a banda mais óbvia para suporte dos Dark Tranquillity, nesse capítulo os finlandeses Insomnium, que estiveram encarregues da abertura dos suecos na anterior passagem destes por portugal, poderiam ser considerados por alguns, uma banda mais acertada para a ocasião. No entanto, a boa música não tem géneros e os Tristania pertencem ao grupo dos bons.




O que dizer da actuação dos Dark Tranquillity? A banda não sabe dar concertos que não sejam de alto nível e este não foi excepção à regra. De facto, os suecos são um grupo de excepção tanto ao vivo como em álbum e, por isso, qualquer que fosse a setlist do concerto, a qualidade seria garantida. O colectivo de Michael Stanne, Niklas Sundin e companhia é dos poucos que se poderia dar ao luxo de mudar de alinhamento de concerto para concerto sem que qualquer um desiludisse os fãs, graças a uma discografia recheada de grandes músicas, espalhada pelos seus álbuns. Apesar de neste concerto no Paradise Garage, cinco dos temas tocados serem de "Construct", o disco que a banda está a promover, a setlist percorreu nove dos dez álbuns da sua história, faltando apenas faixas do antigo "The Mind's I", o único a não ser representado em Lisboa. Mais longínquo ainda é "Skydancer", o trabalho de estreia dos Dark Tranquillity, editado há 20 anos. Para comemorar a data, a banda tocou "A Bolt of Blazing Gold", com a preciosa ajuda da latina Mariangela Demurtas no capítulo vocal. A italiana acompanhou também Michael Stanne em "The Mundane and the Magic", começando aquele que foi o trio de temas mais intenso do concerto, que continuou com o clássico incontornável "Punish My Heaven", que teve direito a mosh e à habitual cantoria por parte do público, e "The Wonders At Your Feet", com os presentes a irem ao delírio. Mas o concerto a partir daí continuou em grande porque ainda houve temas como "Iridium", "Terminus (Where Death Is Most Alive)", "ThereIn", "Lost to Apathy", "Misery's Crown" e "Lethe" para terminar mais um concerto memorável a todos os níveis dos suecos, em solo português. É pena desta vez o público não ter correspondido em massa e estar apenas meia casa no Garage, porque uma banda que consegue sempre actuações de nota elevada como os Dark Tranquillity merece ter sempre sala cheia. Quem esteve presente não se arrependeu, seguramente.


Texto por Mário Santos Rodrigues
Fotos Por Diana Fernandes
Agradecimentos: Prime Artists