• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Total Pageviews

Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































The Sword vão entrar num hiato

Corte quase fatal no futuro dos The Sword, uma vez que a banda texana anunciou há dias que fará uma pausa, embora tenha lançado ainda em março (...)

Hate Eternal lançam áudio de "Nothingness of Being"

A banda de death metal irá lançar o novo álbum, Upon Desolate Sands, a 26 de outubro através da Season Of Mist. Depois de desvendar (...)

Alterações no alinhamento do Festival Bardoada e Ajcoi

O Festival Bardoada e Ajcoi anunciou a substituição de duas das bandas previamente confirmadas. (...)

Marky Ramone em Portugal no próximo mês

O veterano Marky Ramone tem dois espectáculos marcados para o nosso país, que serão nada mais, nada menos, do que o warm up para o Lisbon Tattoo Rock Fest 2018. (...)

Behemoth lançam nova música "Wolves Ov Siberia"

"Wolves Ov Siberia", o novo vídeo de Behemoth, pode ser visto acima. A música faz parte do próximo álbum da banda, "I Loved You At Your Darkest", (...)


Esta banda Italiana com ramificações a um saudoso passado associado ao grindcore, onde gravitam Frederico e Stefano dos extintos progressistas Psychophagist dá pelo nome de SYk. Contudo, aqui, a intenção é outra,  dá-se espaço para a fusão, para o experimentalismo, para uma anóxia ambientalista, onde somos arrastados para uma câmara de compressão, com gravidade zero e átomos em suspensão. Imaginemos uma criação nestas condições, um trânsito astral elevado numa atmosfera saturada de radiação, onde a probabilidade de gerar vida é praticamente impossível, certo? Redondamente negativo, não podiamos estar mais longe da verdade! Aqui o potencial criativo é ilimitado, não interessa o tipo de forma, porque essa é, seguramente, estranha, mas que entranha, e a Vida faz-se disto mesmo, pequenas explosões que acabam por moldar o Universo, dando-lhe uma imagem consistente e imortal. SYk consegue ser tudo isso porque cria uma fórmula que sem ser progressivo demais acaba por ser suficientemente avantgard para catalizar a audição numa experiência cósmica.

Numa abordagem musical onde referências a Gorguts e Meshuggah não são exageradas, o álbum começa com o tema título, deste primeiro trabalho, “Atoma”, onde somos levados pela marcação demolidora das cordas de Stefano e Luca durante uma breve introdução instrumental; Depois entra a Dalila num registo vocal que confere, ainda mais, expressão a toda a instrumentação. Uma mutação do Perry Farrel, por certo, pois esta Dalila dá uma textura à lá Jane’s Addicition a esta viagem sonora. “The observer”, segue esta linha, que a qualquer momento parece descarrilar, mas que demonstra estar totalmente enraízada. Há que destacar o trabalho de percursão de Frederico, em constantes loops, numa procura quase insaciável pelo sentido da Vida, no que à bateria diz respeito. “Obsidian” oferece-nos um dos refrões mais halucionantes deste trabalho, com uma toada torturante,  gota a gota, castiga-nos. “Un-God-Known” deabula pelo espaço, sem destino, este tema parece que tem asas, tais são as constantes passagens que nos dedica. “Auburn” é, talvez, o tema mais encorpado e contorcido, um verdadeiro conjunto de peças de puzzle interligadas, porém móveis e moldáveis. “Vacuum” segue muito a deformação do tema anterior e “Herset la tari” acaba este registo numa toada mais groove.

Num mercado repleto de imitações falsas, sem ideias que revolucionem os sentidos, com ilusões e desilusões inquantificáveis, os SYk lançam “Atoma”, silenciosamente, como a passagem de um meteorito na nossa galáxia, porém, fica a minha sugestão, convidem este asteróide para uma aterragem e garanto-vos que serão lançados numa experiência única!

Nota: 8.8/10

Review por Pedro Pedra