• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)



Aaaah, como são bons os tempos de hoje. Os tempos em que nos chegam dos Estados Unidos propostas como este "Straight Up Boogaloo" dos The Muggs, que é do início ao fim um rockão de todo o tamanho, cheio de classe e bom gosto, tal como se estivessemos nos anos setenta. Para aqueles que são estranhos a esta banda, o facto deste trabalho ser o seu quarto é algo que lhes surgirá como uma completa surpresa. A presença da sonoridade blues continua constante tal como antes, mas com uma dinâmica que é refrescante e algo nova.

No início do álbum somos brindados com três vertentes diferentes, que todos resultam de forma positiva. Se "Applecart Blues" é um malhão rock sujo daqueles, já "Fat City" é mais melancólico, chegando até a lembrar os The Beatles, enquanto a "Lightning Cries" é groove em forma de mantra sonoro com um riff que se recusa a desaparecer da nossa cabeça. "Spit An Fristle" vai no mesmo sentido. O feeling que cada uma destas malhas tem é para lá de viciante, transportando-nos para um outro tempo. A questão retro não é nova e muitas bandas já embrcaram nesse barco recentemente, mas a diferença deles para os The Muggs, é que estes são dos poucos em que realmente tresandam a blues, mas daquele de classe.

São oito temas que apontam de forma certeira ao alvo do rock e do blues, com resultados estrondosos e como se não bastasse ainda tem como bónus duas covers, um épico gigantesco de onze minutos na forma de "Rattlesnake Shake" dos Fleetwood Mac e "Yer Blues" dos The Beatles. Um trabalho que dá gosto ouvir e ouvir e ouvir, vezes sem conta, porque rock'n'roll ain't never gonna die e esta é a prova maior disso mesmo. Rock on!


Nota: 9/10

Review por Fernando Ferreira