• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































The Sword vão entrar num hiato

Corte quase fatal no futuro dos The Sword, uma vez que a banda texana anunciou há dias que fará uma pausa, embora tenha lançado ainda em março (...)

Hate Eternal lançam áudio de "Nothingness of Being"

A banda de death metal irá lançar o novo álbum, Upon Desolate Sands, a 26 de outubro através da Season Of Mist. Depois de desvendar (...)

Alterações no alinhamento do Festival Bardoada e Ajcoi

O Festival Bardoada e Ajcoi anunciou a substituição de duas das bandas previamente confirmadas. (...)

Marky Ramone em Portugal no próximo mês

O veterano Marky Ramone tem dois espectáculos marcados para o nosso país, que serão nada mais, nada menos, do que o warm up para o Lisbon Tattoo Rock Fest 2018. (...)

Behemoth lançam nova música "Wolves Ov Siberia"

"Wolves Ov Siberia", o novo vídeo de Behemoth, pode ser visto acima. A música faz parte do próximo álbum da banda, "I Loved You At Your Darkest", (...)


Sexta-Feira 13, dia de azar? Terá sido, certamente, para quem não teve oportunidade de marcar presença na sala 1 do Hard Club. Mark Lanegan trouxe o seu projeto a solo a Portugal para duas datas e o primeiro concerto teve lugar na conhecida sala portuense. 

À hora prevista, que é como quem diz, às 20h em ponto, os The Faye Dunaways apresentaram o seu som algo experimental com variadas inclusões de elementos eletrónicos. Com um vídeo de animação em pano de fundo, o palco parecia ser demasiado grande para o grupo, sendo notória, apesar da capacidade técnica de todos os elementos, alguma inexperiência e falta de entrosamento ao vivo. Ainda assim, após o final dos 20 minutos de atuação, a sensação era a de que este será, com toda a certeza, um projeto a ter em conta num futuro próximo. 

Duke Garwood era quem se seguia no alinhamento, tendo o músico mostrado-se capaz de pôr de pé um concerto que funcionou como o aquecimento perfeito para o que se seguiria. Contando "Heavy Love" com menos de um mês desde a sua edição, foi esta a base da cerca de meia hora de concerto que ficou marcada por alguns problemas com o som, tendo a distorção, em certos momentos, atingido níveis indesejados que impossibilitavam a correta audição dos acordes da guitarra de Garwood. Fosse como fosse, o público pareceu gostar e despediu-se do duo com fortes aplausos. 

Seja devido ao seu trabalho a solo, seja pelos inúmeros projetos com os quais já colaborou, Mark Lanegan dispensa qualquer apresentação, sendo isso notório na quantidade de pessoas que tinham entretanto chegado ao Hard Club para ver o músico norte-americano. Com sala cheia e sob um enorme aplauso, Lanegan entrou em palco acompanhado pelo seu guitarrista, para dar início àquele que seria um desfilar de temas quase sem interrupções, que levaria ao auge cada um dos presentes na sala. Terminada que estava "When Your Number Isn't Up", o pontapé de saída do espetáculo, o resto da banda juntou-se aos dois músicos e história foi feita. Com "Phantom Radio", lançado em Outubro de 2014, na bagagem, e um alinhamento composto por 20 temas no total, o quinteto liderado por Mark Lanegan mostrou-se seguro desde o início do concerto e não precisou de muito para conquistar a audiência. A voz calma e rouca do líder da banda aliada à qualidade técnica dos seus músicos mostrou-se capaz de hipnotizar cada um dos presentes e a magia sentiu-se no ar até ao útlimo acorde de "The Killing Season", a última das três músicas do encore. Ponto mais que positivo para o quinteto liderado por Lanegan naquela que foi uma sexta-feira 13 de sorte para todos os presentes que encheram a sala 1 do Hard Club.


Texto por Bruno Correia
Fotografias por Daniel Sampaio
Agradecimentos: Everything Is New