• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































The Sword vão entrar num hiato

Corte quase fatal no futuro dos The Sword, uma vez que a banda texana anunciou há dias que fará uma pausa, embora tenha lançado ainda em março (...)

Hate Eternal lançam áudio de "Nothingness of Being"

A banda de death metal irá lançar o novo álbum, Upon Desolate Sands, a 26 de outubro através da Season Of Mist. Depois de desvendar (...)

Alterações no alinhamento do Festival Bardoada e Ajcoi

O Festival Bardoada e Ajcoi anunciou a substituição de duas das bandas previamente confirmadas. (...)

Marky Ramone em Portugal no próximo mês

O veterano Marky Ramone tem dois espectáculos marcados para o nosso país, que serão nada mais, nada menos, do que o warm up para o Lisbon Tattoo Rock Fest 2018. (...)

Behemoth lançam nova música "Wolves Ov Siberia"

"Wolves Ov Siberia", o novo vídeo de Behemoth, pode ser visto acima. A música faz parte do próximo álbum da banda, "I Loved You At Your Darkest", (...)


Regressados ao Porto, na primeira de duas datas nacionais, os gémeos Kinsella vieram tocar velhos temas, mas também experimentar em palco muitos inéditos que só irão ser disponibilizados em Junho, através do novo disco: Helios/Erebus.


Sobre o post-rock do grupo já não haverá muito a dizer, quase sempre instrumental, por vezes com vozes que entoam sons: “We don’t have any word on our songs”, dizia Torsten, antes de avançar para “Fire Flies and Empty Skies” já quase a encerrar a atuação. As novidades nesta passagem por Portugal, passaram pelos temas novos que ocuparam quase um terço do concerto, a ausência das já conhecidas projecções, agora substituídas por um bom jogo de luz e pelo irrequieto Jamie Dean, que construía uma atmosfera mais pesada sempre que pegava na guitarra e abandonava as teclas.


Se o arranque foi normal, com temas conhecidos como “The End of the Beginning”, a entrada, bem cedo, de um novo tema – “Vetus Memoria” – levantou as expectativas e em "Worlds in Collision", Jamie saltava para o fosso com a guitarra, fazendo o solo mais perto do público. Seguiram-se mais dois temas e chegava uma das faixas mais longas da noite: “Helios/Erebus”. A este novo tema, os irlandeses juntaram outro, “Centralia” e desta vez, de forma acrobática, Jamie, num salto, ultrapassou grades e aterrou no meio do público onde terminou o tema a tocar a guitarra. Post rock? Rock mesmo!!


Bem humorados, num concerto que disseram ser o melhor da tour – dizem sempre isso, não é? – os quatro músicos permaneceram em palco, afirmando não querer fingir o encore e assim a concluíram a quase hora e meia de música, nesta noite portuense. Para tal, usaram mais um inédito, “Agneya”, e o velho clássico “Suicide by Star”. Fecharam assim, uma actuação em que diversas vezes excederam as expectativas e onde arriscaram quatro faixas inéditas. De louvar!  



O aquecimento, numa noite fria e chuvosa, deu-se com o duo lisboeta Quelle Dead Gazelle. Como que adivinhando o que vinha por aí, Miguel Abelaira e Pedro Ferreira, tocaram apenas um tema do Ep homónimo: “Madrasta”. Os restantes quatro temas eram inéditos, dos quais apenas um tem já nome: “Burundi”. Por vezes o palco pareceu grande demais para este duo, mas o balanço guitarra/bateria funcionou sempre bem e saíram-se muito bem na posição de banda de abertura.

Texto por Emanuel Ferreira
Fotografias por Daniel Sampaio
Agradecimentos: Amplificasom