• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Vamos começar esta missiva da forma mais complicada. O power metal, apesar de ter alguns defeitos, é um estilo capaz de brindar ao ouvinte temas de qualidade inegável. Aliás, a forma como completa o espírito do heavy metal é uma das suas características mais notáveis. No entanto, como tudo o que é demais enjoa, houve uma época de excesso de procura o que levou a um excesso de oferta por consequência, o que resultou no esgotamento do género quer em termos comerciais e criativos. Isto tudo para dizer que “Shadowplay”, o segundo álbum dos austríacos Dragony sofrem em demasia deste mal – há aqui qualquer coisa que nos soa a esgotado.

Inseridos na faceta mais melódica e sinfónica do power metal, este trabalho acaba por soar demasiado adocicado por vezes enquanto noutras soa demasiado pomposo. Tudo bem que a melodia não terá (nem poderá ser) universal e que seja perfeitamente legítimo para quem não gostar de melodia na sua música, assim como para quem gostar, mas aqui o problema é que este tipo de melodia já foi explorada até à exaustão pelo menos quinze anos atrás. Músicas como “Dr. Agony” são a representação de tudo o que está errado neste tipo de som – mesmo sendo esta uma afirmação demasiado dura para o talento que a banda obviamente tem.

Apesar de bons músicos e de o demonstrarem perfeitamente, “Shadowplay” sofre de falta de garra para que nos obrigue a ouvir e nos dias de hoje em que temos tanta música boa à nossa disposição, simplesmente não consegue convencer. É um trabalho que soa tímido perante as expectativas que temos. Existem boas ideias, mas o difícil é conseguir transformar isso em bons temas. Apesar de se gostar do género, é inevitável não se sentir um certo marasmo ao longo deste álbum que soa sempre longo demais com a sua hora de duração.

 
Nota: 5/10

Review por Fernando Ferreira