• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Os Eye Of Solitude e os Faal são duas faces diferentes da mesma moeda doom. Os primeiros já contam com três álbuns de originais e três EPs e movem-se mais pelos terrenos do funeral doom. Na faixa que trazem para este split, “Obseqvies”, temos ritmos compassados, melodias melancólicas numa longa faixa quase instrumental (tirando uns grunhidos imperceptíveis mas que ficam sempre bem na sua segunda metade) que é capaz até de fazer um homem sem coração chorar. Um tema que mostra a razão do funeral doom ter razão de existir e como também prova a forma como é possível fazer algo de qualidade excepcional quando se tem criatividade para tal. Os Faal, que têm mais tempo de activade, mas menos trabalho apresentado, revelam-se mais macabros e soturnos e menos focados na beleza melancólica. A forma como a sua “Shattered Hope” se inicia com uma melodia típica dos Slayer caso estes tocassem doom metal. Essa mesma melodia vai desaguar num ritmo forte, compassado (claro) e pesadão. A dinâmica dá-se numa melodia que provoca um crescendo e dá uma nova vida à música.

Não é possível dizer qual das duas faixas é a melhor porque as duas complementam-se muito bem – como foi dito no início desta crítica, são duas faces diferentes da mesma moeda – e conseguem algo difícil de atingir por qualquer banda que se propõe a tocar funeral doom ou pelo menos doom mais arrastado: as músicas ouvem-se repetidamente sem que se sinta o mínimo sinal de cansaço e é precisamente o que acontece aqui. Para quem não conhecia as bandas antes deste split, o que acontece também é que é gerada uma curiosidade em relação ao restante trabalho de ambas a bandas – o que também já diz algo da qualidade que se pode encontrar aqui.


Nota: 9/10

Review por Fernando Ferreira