• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


É interessante analisar o percurso que os Monster Magnet fizeram. Começando com uma espécie de entidade de space rock psicadélico, aos poucos foram-se tornando em algo mais musculado, essa fase coincidindo com o sucesso de álbuns como “Powertrip”. Entretanto a banda foi inserida no mesmo pacote descendente composto por bandas nu-metal e alternativas e aos poucos foi perdendo a sua relevância comercial, algo que não foi acompanhado pela relevância musical que se manteve alta, senão ainda mais elevada do que antes.

Após ter lançado o ano passado “Milking The Stars: A Re-Imagining Of Last Patrol”, que, como o próprio título indica, foi uma reinterpretação do álbum “Last Patrol”, repete agora a façanha com este “Cobras And Fire” que não é mais do que uma reinterpretação do álbum “Mastermind” e tal como tinha acontecido com o lançamento do ano passado, também aqui a banda acerta em cheio. Com uma roupagem dos seus velhos tempos – onde parece mais que estão no final da década de sessenta do que propriamente nos dias de hoje – “Cobras And Fire” é uma viagem de todo o tamanho e demonstra a capacidade da banda tem de transformar algo já feito em algo completamente novo.

Talvez possamos acusar a loja de ter uma certa falta de ideias e criatividade, mas quando o resultado final é algo desta magnitude, esse argumento simplesmente não cola. A banda está cada vez mais em contacto consigo mesmo, conseguindo recapturar uma inocência que se julgaria partida. Esta reinterpretação não soa a tal e é sentido como um novo álbum de originais. Além de se tornar algo viciante, coloca ainda em cima da mesa, a vontade urgente de ir ouvir novamente “Mastermind” e de o apreciar de uma forma completamente diferente. Poderá ser explorar ao máximo a criatividade, mas é também a prova de que a qualidade dessa criatividade permite-lhes isso e muito mais.


Nota: 9/10

Review por Fernando Ferreira