• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Os Perihelion são húngaros e este "Zeng" é o seu segundo trabalho, um álbum que sem dúvida os fará chegar mais longe na sua carreira. A banda insere-se num tipo de metal que tanto tem tanto de pós-qualquer-coisa como daquele metal mais contemplativo e folk, sem ser propriamente festivo. A voz de Gyula Vasvári, que também se encarrega da guitarra) é limpa mas tem uma tonalidade agradável, mesmo quando se esforça (que é quase sempre) e a música tem um lado etéreo que é impossível de ignorar. Caso "Vég Se Hozza El" fosse instrumental, passaria muito bem como pós-rock instrumental.

Esta sensibilidade para as melodias e para os bons momentos acústicos faz com que este trabalho se torne refrescante a cada vez que o ouvimos. Claro que para alguns mais sensíveis, o facto de ser cantado totalmente em húngaro poderá ser uma barreira intrasponível - assim como que para quem apenas gostas de guturais ou outras técnicas de coisas mais extremas, talvez não consiga passar por cima da voz limpa - mas se a mente estiver aberta, temos aqui uma senhora viagem, onde por vezes os terrenos do black metal são brevemente pisados, como na "Felemészt A Tér".

Quando se fala em sensibilidade folk ou acústica, é impossível não pensarmos em nomes como Borknagar, embora o aspecto progressivo não seja aqui tão vincado. Se há algum defeito em "Zeng" é o facto da(s) música(s) não serem imediatas e exigirem algumas atentas audições, mas tendo em conta que estamos a falar de metal e não de música descartável, essa é uma questão que até é bem vinda. Um trabalho surpreendente e mais um nome europeu que surge (pelo menos agora há a expectativa de uma maior expansão) no panorama da música extrema sem ser propriamente... extremo.


Nota: 8/10

Review por Fernando Ferreira