• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Os franceses Sofy Major estão de volta e desta vez não se viram a braços com nenhum cataclismo da natureza que lhes tivesse causado danos de maior como aquele que os fustigou aquando a gravação do segundo e aclamado álbum, “Idolize”. Dois anos depois, a banda regressa com mais uma dose de rock sujo e visceral que agarra o ouvinte pelos ouvidos sem serem muito meigos ou estarem com grandes contemplações. Com uma influência mais punk – pelo menos na produção e no feeling descomprometido das composições – este é um trabalho que flui muito bem, ajudado também pela curta duração dos seus temas.

Com dinâmicas que tanto vão do rock mais noise como é o caso de “Waste” que inicia o trabalho até de forma hipnótica, com umas guitarradas intrigantes e um baixo pulsante, até a um rock directo de” Infinite Pill Case”, este é um trabalho que vai proporcionar algumas horas de diversão, tanto pela sua variedade (limitada porque é como se tivéssemos a mesma matéria prima usada de formas diferentes) como pela sua qualidade. É bom ter nos dias de hoje uma proposta de rock que não se importa de andar metido com outros estilos e que essa mistura toda não significa propriamente o som da moda.

“Black And Table” coloca a questão se tivéssemos os Nirvana misturados com os Sonic Youth e os Jane’s Addiction, e são apenas alguns dos nomes que poderão evocar ao longo deste trabalho. Não recomendável aos alérgicos às sonoridades alternativas, “Wronger” remonta à década de noventa sem ser propriamente retro e alimenta o estilo “alternativo”, sem deixar de incorporar os elementos mais básicos e comuns do rock. Por isso só merece ser ouvido com atenção e então depois ser dada a sua sentença. A nossa é positiva.


Nota: 7/10

Review por Fernando Ferreira