• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)


Arra porra! Finalmente a Inglaterra apresenta-nos uma banda nova de heavy metal. Ok, é heavy metal moderno e poderoso (a roçar o power/thrash) mas de qualquer forma, temos a prova em como os dias de glória do país não se limita à decada de setenta, oitenta e noventa. Agora resta saber se a música realmente vive à altura do enorme legado que a ilha tem. A avaliar pelos seus primeiros momentos, tem poder para isso e muito mais. "Burn Witch Burn" e "El Baile De Los Muertos" revelam em todo o seu esplendor o poder da banda britânica, além da sua temática - olhando para a capa e logotipo, poderíamos jurar que tínhamos aqui uma banda de black metal saída da década de noventa para os dias de hoje.

Mas não, é mesmo heavy metal potente de alto gabarito, que além de cumprir os requisitos clássicos do estilo também tem uma faceta moderna que benefecia em muito as onze músicas que compõem este "All Hail The Order". Não é, no entanto uma fórmula, que é usada e abusada até à exaustão. Pelo contrário, tem uma dinâmica que impressiona pela sua versatilidade. Assim temos músicas frenéticas como "Don't Believe The Lies" e "Death Ride Blues" ao lado de outras como a doomesca "The Snake" e a fúnebre "Dark Light", perfazendo um conjunto poderoso que se torna irresistível aos olhos do amante do heavy metal.

É um álbum que captura a atenção à primeira e que a cada nova audição ainda se torna mais viciante. Para um álbum de estreia não está mal. Na verdade, está excelente. Não sendo um álbum perfeito, e podendo funcionar de um corte aqui e ali, é sem dúvida um grande indicativo de que a Inglaterra já tem um novo nome a surgir no heavy metal nesta década com capacidade para fazer os ouvidos curvar perante a sua potência.

 
Nota: 8.5/10

Review por Fernando Ferreira