• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Process Of Guilt - Black Earth


Dephosphorus - Impossible Orbits


Samsara Blues Experiment - One With the Universe


Æther Realm - Tarot


Psygnosis - Neptune


Schammasch - The Maldoror Chants: Hermaphrodite


Altar of Betelgeuze - Among The Ruins


Nargaroth - Era of Threnody


Condor - Unstoppable Power


Holy Blood - Glory to the Heroes


The Flight of Sleipnir - Skadi


The Obsessed - Sacred


Necroblood - Collapse of the Human Race


Full of Hell - Trumpeting Ecstasy


Funeralium - Of Throes And Blight


Nightbringer - Terra Damnata


The Sarcophagus - Beyond This World's Illusion


Chaos Synopsis - Gods of Chaos


Farsot - Fail.Lure


Unearthly Trance - Stalking the Ghost


Daemon Forest - Dissonant Walk


The Ruins of Beverast - Exuvia


Novembers Doom - Hamartia


Funeral Tears - Beyond The Horizon



Summoner - Beyond the Realm of Light

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Queens of the Stone Age confirmados no NOS Alive'18

Os Queens of the Stone Age foram confirmados para a próxima edição do NOS Alive, que vai ocorrer entre os dias 12 e 14 de Julho de 2018(...)

Under The Doom V anuncia um cancelamento e respetiva substituição

O cartaz do Under The Doom V, que vai ocorrer entre os dias 30 de Novembro e 2 de Novembro, acaba de sofrer uma ligeira alteração. Os franceses Funeraliumoi (...)

Corrosion Of Conformity lançam novo álbum em Janeiro

Os americanos Corrosion Of Conformity estão a preparar-se para lançar, a 12 de Janeiro, o seu novo álbum “No Cross No Crown”, pela Nuclear Blast Entertainment. (...)

SWR Barroselas Metalfest revela primeiras confirmações

O festival SWR Barroselas Metalfest anunciou hoje as primeiras confirmações para a edição do próximo ano. O evento, que vai ter lugar de 27 a 29 de Abril(...)

Graveyard em Portugal - Revelada banda de abertura

Como é sabido, os suecos Graveyard vão atuar na sala Lisboa Ao Vivo, já no próximo dia 25 de Novembro. Os portugueses(...)



Thraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaash!! E do bom. Daquele que começa com intro instrumental (guitarradas, baixo e bateria a bombar) em grande estilo. Este álbum foi lançado no ano passado de forma independente pela banda australiana e é recuperado este ano pela sempre atenta às movimentações thrash, a Punishment 18 Records. Para quem está farto do thrash metal retro, assente na fórmula da violência e brutalidade, "Evil Unseen" vai soar como uma lufada de ar fresco. Com um toque melódico que faz toda a diferença, estes doze temas são um mimo.

A primeira coisa a reconhecer é o timbre de do guitarrista/vocalista Mav. O homem canta como se não houvesse amanhã. Uma voz limpa, melódica mas ainda assim totalmente metal. Imaginemos os momentos mais melódicos de um Joey Belladonna dos Anthrax, juntando uns tiques de Charly Steinhauer dos Paradox na entoação e de Matt Heafy na potência. Uma combinação vencedora, não é? E o que dizer do trabalho instrumental? Uma bateria certeira embora não seja propriamente exuberante, tal como a estrutura da casa. Não a vemos, mas sentimos que a fortaleza está bem segura, tal como o baixo. As guitarras brilham sobretudo nos leads e nos solos, embora a qualidade dos riffs também seja acima da média.

Claro que isto tudo não serviria de nada se não houvessem músicas que fossem capazes de fazer a diferença e temos aqui um álbum onde não existe um único tema fraco. Do início ao fim, este é um álbum de todos os que apreciam a fusão entre o thrash e o heavy metal não terão nenhum defeito a apontar. Tendo em conta que se trata do primeiro trabalho da banda, é de se ficar em sentido e anotar o nome da banda para acompanhamento futuro. Potência, melodia, groove, tudo nas medidas certas, tudo na proporção ideal - e ainda por cima com uma faixa instrumental como "Spirit Machine"... É por estas e por outras que o pessoal que gosta do género, quando ouve álbuns assim, tem que gritar "Thraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaash!"

Grande álbum!


Nota: 9/10

Review por Fernando Ferreira