• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Quem não conhece ainda os Hangman’s Chair merece levar umas valentes chibatadas no nalguedo. Comecemos logo assim, à bruta. O colectivo francês chega ao quarto álbum com este “This Is Not Supposed To Be Positive” com uma pujança desgraçada. Não, não se trata de death metal bruto e técnico. A força deste trabalho é através da sua melancolia impenetrável mas ainda assim contagiante. A forma como o álbum se inicia com “Dripping Low” é absolutamente vencedora. Um tema cativante, pesado tanto em termos de distorção, como emocionalmente. A melhor maneira de começar qualquer trabalho de doom/stoner metal.

Felizmente este trabalho não vive só da excelência do seu primeiro tema, mesmo que nem sempre se consiga atingir aqueles níveis de intensidade e qualidade. Ainda assim, para quem aprecia doom, “Cut Up Kids”, “Requiem” e “Save Yourself” estão mais que capacitados para agradar e viciar. Mas são os momentos mais emocionais como “Your Stone” e “Les Enfants Des Monstres Pleurent Leur Desespoir” (esta última, quase uma peça de ambient/metal atmosférico) que a música dos Hangman’s Chair se torna bem mais efectiva.

Pode ser um pouco parva a comparação, mas aquilo que a banda faz está muito próximo daquilo que os Marillion ou os Genesis fariam caso se optassem por tocar doom metal. Não sabendo se será entendido como um elogio ou não, o que é certo é que soa muito bem. Surpreendentemente rico – para aqueles que têm preconceito contra a validade das dinâmicas do doom metal como estilo – este é um álbum recomendadíssimo a todos os que não se cansam de melancolia e peso na sua vida musical. Agora que já os conhecem… que tal começar a ouvi-los como se não houvesse amanhã.

 
Nota: 8.5/10

Review por Fernando Ferreira