• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Process Of Guilt - Black Earth


Dephosphorus - Impossible Orbits


Samsara Blues Experiment - One With the Universe


Æther Realm - Tarot


Psygnosis - Neptune


Schammasch - The Maldoror Chants: Hermaphrodite


Altar of Betelgeuze - Among The Ruins


Nargaroth - Era of Threnody


Condor - Unstoppable Power


Holy Blood - Glory to the Heroes


The Flight of Sleipnir - Skadi


The Obsessed - Sacred


Necroblood - Collapse of the Human Race


Full of Hell - Trumpeting Ecstasy


Funeralium - Of Throes And Blight


Nightbringer - Terra Damnata


The Sarcophagus - Beyond This World's Illusion


Chaos Synopsis - Gods of Chaos


Farsot - Fail.Lure


Unearthly Trance - Stalking the Ghost


Daemon Forest - Dissonant Walk


The Ruins of Beverast - Exuvia


Novembers Doom - Hamartia


Funeral Tears - Beyond The Horizon



Summoner - Beyond the Realm of Light

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Queens of the Stone Age confirmados no NOS Alive'18

Os Queens of the Stone Age foram confirmados para a próxima edição do NOS Alive, que vai ocorrer entre os dias 12 e 14 de Julho de 2018(...)

Under The Doom V anuncia um cancelamento e respetiva substituição

O cartaz do Under The Doom V, que vai ocorrer entre os dias 30 de Novembro e 2 de Novembro, acaba de sofrer uma ligeira alteração. Os franceses Funeraliumoi (...)

Corrosion Of Conformity lançam novo álbum em Janeiro

Os americanos Corrosion Of Conformity estão a preparar-se para lançar, a 12 de Janeiro, o seu novo álbum “No Cross No Crown”, pela Nuclear Blast Entertainment. (...)

SWR Barroselas Metalfest revela primeiras confirmações

O festival SWR Barroselas Metalfest anunciou hoje as primeiras confirmações para a edição do próximo ano. O evento, que vai ter lugar de 27 a 29 de Abril(...)

Graveyard em Portugal - Revelada banda de abertura

Como é sabido, os suecos Graveyard vão atuar na sala Lisboa Ao Vivo, já no próximo dia 25 de Novembro. Os portugueses(...)


Numa altura em que as promotoras portuguesas cada vez mais voltam a apostar em bons cartazes com muitos nomes de fora que nem sempre têm a oportunidade de tocar no nosso cantinho, dá gosto ver uma sala (quase) cheia para receber alguns dos melhores nomes do hardcore mundial. 

A abrir a noite de sábado passado, ainda com muitos a entrar na sala, tivemos uma experiência um pouco diferente do que iríamos esperar dos alinhamentos seguintes. Oriundo da Nova Zelândia mas residente na Austrália, o músico faz parte ainda de outros grupos, mas é a solo que brilha com o seu projecto de Hip-Hop moderno e agressivo. Não sendo propriamente a razão principal da ida da grande maioria dos presentes, conseguiram captar a atenção do público durante pouco menos de meia hora, terminando com uma participação especial de JJ Peters, frontman da banda que fecharia a noite, Deez Nuts. 

De seguida, e pouco mais de um ano depois da sua estreia no nosso país, os alemães Coldburn tiraram a barriga de misérias depois de no ano passado terem tocado para poucas dezenas de pessoas na sala ao lado, o ex-Tuatara. Agora com novo lançamento na bagagem, conseguiram mostrar o que valem para uma plateia mais extensa e receptiva ao seu trabalho, e mostraram o porquê de serem uma das bandas mais consistentes e reconhecidas no meio do hardcore europeu. Com meia hora de alinhamento, houve tempo para várias do mais recente Down In The Dumps, assim como outras mais conhecidas do anterior The Harsh Fangs of Life, havendo espaço para os primeiros side-to-sides e singalongs. 

E a estrearem-se em Portugal, após uma alargada espera e depois de muitos pedidos, os americanos Expire não defraudaram e certamente não saíram desapontados, afirmando até ter sido mesmo o melhor show da tour (tendo a afirmação a validade que tem, mas com certeza que é bom sinal). Pouco depois do lançamento do bastante aclamado Pretty Low, foi sem dúvida o concerto mais explosivo e mais agitado da noite, com toda a sala ao rubro ao som de temas como "Bark", "Just Fine" ou "Forgetting". Com um alinhamento maioritariamente focado nos dois últimos lançamentos, vimos até o tímido frontman Josh mais sorridente e falador que nunca. Esperemos que o regresso não demore tanto como a estreia. 

Antes dos cabeças de cartaz, uma das bandas com maior reconhecimento a nível mundial no meio hardcore, os alemães/belgas Nasty regressaram ao nosso país, pela terceira vez, e um ano depois do concerto na European Hardcore Pool Party. Com o mais recente Shokka na bagagem, decidiram focar o seu alinhamento nos temas mais conhecidos, incluindo apenas 4 temas novos, entre eles a faixa-título e a demolidora "No". Com espaço para temas mais antigos como "Just Kind" e "Chaos", o público não mostrava sinais de cansaço e continuou a responder da melhor forma à banda que deu um dos melhores concertos da noite. 

E para fechar a noite, os australianos Deez Nuts apresentaram-se mais uma vez em Portugal, para um público que já os conhece muito bem. Promovendo o mais recente Word Is Bond, e em comparação com os outros alinhamentos, notou-se um decréscimo dos presentes na sala, ou talvez simplesmente uma maior aglomeração dos mesmos junto ao palco, devido a uma resposta menos efusiva do público. No entanto, a banda de JJ Peters e companhia sabe bem como dar concertos e não desiludiram os fãs, passando por clássicos como "Stay True" ou "Your Mother Should've

Swallowed You". Com um concerto energético e divertido, souberam mais uma vez entreter os presentes, em cerca de 1 hora de alinhamento.

Texto por Afonso Veiga
Agradecimentos: HellXis