• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes

Barathrum - Fanatiko



Persefone - Aathma



Blame Zeus - Theory Of Perception



Kreator - Gods Of Violence



Lock Up - Demonization



Obituary - Obituary



H.O.S.T. - Bastard Of The Fallen Thrones



Antropomorphia - Sermon Ov Warth



Fall From Perfection - Metamorph



Pallbearer - Heartless



Mastodon - Emperor Of Sand




wolfheart - Tyhjyys




Sinister - Syncretism



Primal Attack - Heartless Oppressor



Grog - Ablutionary Rituals

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Dying Fetus revelam detalhes do novo álbum

Os Dying Fetus vão lançar o seu novo álbum, "Wrong One To Fuck With", a 23 de Junho pela editora Relapse Records, e será o tão aguardado sucessor de "Reign Supreme", lançado em 2012.(...)

Novembers Doom - Novo álbum disponível para audição na íntegra

O novo álbum dos norte-americanos Novembers Doom, intitulado "Hamartia", é lançado hoje pela The End Records. Este trabalho pode ser ouvido na íntegra através desta ligação. (...)

SWR Barroselas Metalfest XX - Horários das atuações

Ampliando a imagem acima, é possível conhecer o horário de atuação de cada uma das bandas que irá compor o SWR Barroselas Metalfest XX. Recorde-se que o festival ocorre entre os dias 27 e 30 de Abril, em Barroselas. (...)

Tony Iommi está a trabalhar em novo material de Black Sabbath

O já conhecido guitarrista dos Black Sabbath, Tony Iommi confirmou em entrevista que está neste momento a juntar e trabalhar o som do último concerto que a banda deu, em Birmingham, e também há rumores(...)

Tankard lançam novo vídeo com letra

Os Tankard lançaram um novo video com letra para a música "Arena Of The True Lies", que fará parte do seu sétimo álbum de estúdio, "One Foot In The Grave"(...)


Tal como o próprio nome indica, este “Opus IV – Oblivion” é o quarto álbum da banda de doom gótico Weeping Silence. Para quem está admirado por não os conhecer, talvez faça sentido o facto de serem de Malta. Cada vez mais, a boa música, chega-nos dos lugares mais inesperados e o facto dos Weeping Silence chegarem já ao quarto álbum é um excelente indicador disso mesmo. Andando no mundo do doom gótico e sinfónico, “Opus IV – Oblivion” não faz muito para se distanciar de caminhos anteriormente por bandas como After Forever e Epica, embora, verdade seja dita, a costela doom faz toda a diferença aqui, pelo menos o suficiente para que soe fresco. E chamemos-lhe costela porque não é o suficiente para que este seja considerado um trabalho de doom metal.

Categorias e rótulos aparte, o que há a salientar aqui é a qualidade geral deste trabalho que consegue recuperar algum do encanto perdido algures na década de noventa – época em que o estilo estava a desbravar caminhos, dos primeiros trabalhos de bandas como Theatre Of Tragedy, Within Temptation e After Forever. Nomes como os atrás indicados são incontornáveis quando se fala de um certo espírito doom gothic a puxar ao sinfónico com belas vozes femininas, mas não propriamente obrigatórios para que se consiga situar os Weeping Silence. Apesar dos lugares comuns que emprega a sua grande força está mesmo nas músicas em si.

Assim sendo, temas como “Eyes Of The Monolith” e “Stormbringer” conseguem deixar qualquer fã do género apanhadinho sem que para isso recorram à cópia descarada. O equilíbrio entre as duas vozes – o eterno jogo de bela e monstro – também só joga a favor dos temas já que faz com que exista um incremento da dinâmica. Tendo em conta de que se trata de um álbum com quase uma hora, a dinâmica é muito bem vinda porque de outra forma poderia ter-se aqui um trabalho algo maçudo. Não quer isto dizer que seja de fácil assimilação. Apesar da presença de algumas musicas com algum potencial comercial, como a melancólica balada movida a piano “Bury My Fairytale”, o peso e a densidade  inerentes ao estilo está bem presente. Para quem tinha saudades de um bom trabalho de doom/gothic metal sinfónico, tem aqui uma boa oportunidade de matar saudades.


Nota: 8/10

Review por Fernando Ferreira