• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Black metal já não é sinónimo de paisagens geladas no norte da Europa à muito tempo, pelo que já não nos deveria surpreender uma proposta como “Ambedo”, o terceiro álbum dos norte-americanos Battle Path. Mas a verdade é que “Ambedo” realmente surpreende. Pelo seu uso de ambiência e do elemento atmosférico que faz com que o seu black/doom (ou doom/black) soe mais do que irresistivelmente estranho, soe esmagadoramente intrigante. O trabalho é composto por apenas seis longas faixas (exceptuando pela final “Finis Omniu”) que até passam de forma bastante rápida, tendo em conta que estamos falar de doom – seja antes ou depois do black, é definitivamente doom.

Isto acontece porque é um trabalho bastante diversificado, onde apesar das duas fórmulas únicas, consegue surpreender. A primeira é quando as músicas seguem uma única linha condutora e exploram todas as soluções dentro dessa mesma linha (“Raging Host”, o primeiro tema, é um bom exemplo disso mesmo). A segunda é quando a mesma segue várias linhas condutoras mas consegue com que todas funcionem e soem naturais (“A Thirst For Blood” soa quase progressiva pela autêntica viagem por diversas paisagens). Estas duas vertentes são suficientes para tornarem este trabalho riquíssimo.

No entanto, não basta apenas isto para que faça deste trabalho vencedor. Temos estado a falar de fórmulas e de estruturas de composição. E o conteúdo? Será que isto tudo resulta em música que se consiga ouvir? É uma questão discutível porque dependerá sempre do ouvinte. Para aqueles que têm o espírito masoquista (no bom sentido) está aqui um trabalho que apela à melancolia e miséria humana, música que consegue transmitir uma série de imagens e se que se revelaria perfeita para uma banda sonora – o tema título é gigantesco nesse sentido. Para quem procura algo mais animado, “Ambedo” não é definitivamente o trabalho a ouvir, pelo que se pode dizer que cumpre na perfeição aquilo a que se propõe. E isso já é dizer muito.


Nota: 8.4/10

Review por Fernando Ferreira