• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Se ficaram impressionados com “Tempest”, o álbum de estreia dos norte-americanos Lycus, esse sentimento ainda vai crescer com o trabalho de seguimento, “Chasms”. Este álbum, composto apenas por quatro longas músicas (a mais pequena tem sete minutos e meio, “Mirage”) serve como banda sonora a um filme de dor, desconforto e falta de ar provocada por ataques de claustrofobia. Há toda uma aura negra à volta de “Chasms” que é quase palpável. Se a música aqui contida fosse uma espécie de nevoeiro, seria daquele que quando se avança na sua direcção, sente-se que se está a bater numa parede.

Apesar de termos aqui funeral doom, não quer dizer que nos tenhamos que nos arrastar durante os cerca de quarenta e três minutos que dura este álbum. Obviamente que quem for estranho ao género, vai achá-lo, provavelmente, a coisa mais aborrecida que ouviu na sua vida, no entanto, para quem gosta de doom vai apreciar definitivamente a melodia no final do tema título, ou na “Mirage”, ambas resultando como temas de poderio emocional bem considerável. E surpreendente.

Não é um álbum que deixe o ouvinte alegre e contente da vida, o que é um bom sinal, considerando o género em questão. Apesar da sua tendência para deixar o espírito para baixo, é um álbum que se torna viciante e flui muito bem. Não só a questão das melodias revela-se fulcral como também a envolvência emocional que provoca no ouvinte é um ponto importante. É um trabalho com grande poder e que se posiciona como um dos grandes trabalhos do estilo neste início do ano. E a considerar a forma como ele vai crescendo audição após audição, é possível que fique na lista dos melhores do ano.


Nota: 9/10

Review por Fernando Ferreira