• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Process Of Guilt - Black Earth


Dephosphorus - Impossible Orbits


Samsara Blues Experiment - One With the Universe


Æther Realm - Tarot


Psygnosis - Neptune


Schammasch - The Maldoror Chants: Hermaphrodite


Altar of Betelgeuze - Among The Ruins


Nargaroth - Era of Threnody


Condor - Unstoppable Power


Holy Blood - Glory to the Heroes


The Flight of Sleipnir - Skadi


The Obsessed - Sacred


Necroblood - Collapse of the Human Race


Full of Hell - Trumpeting Ecstasy


Funeralium - Of Throes And Blight


Nightbringer - Terra Damnata


The Sarcophagus - Beyond This World's Illusion


Chaos Synopsis - Gods of Chaos


Farsot - Fail.Lure


Unearthly Trance - Stalking the Ghost


Daemon Forest - Dissonant Walk


The Ruins of Beverast - Exuvia


Novembers Doom - Hamartia


Funeral Tears - Beyond The Horizon



Summoner - Beyond the Realm of Light

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Queens of the Stone Age confirmados no NOS Alive'18

Os Queens of the Stone Age foram confirmados para a próxima edição do NOS Alive, que vai ocorrer entre os dias 12 e 14 de Julho de 2018(...)

Under The Doom V anuncia um cancelamento e respetiva substituição

O cartaz do Under The Doom V, que vai ocorrer entre os dias 30 de Novembro e 2 de Novembro, acaba de sofrer uma ligeira alteração. Os franceses Funeraliumoi (...)

Corrosion Of Conformity lançam novo álbum em Janeiro

Os americanos Corrosion Of Conformity estão a preparar-se para lançar, a 12 de Janeiro, o seu novo álbum “No Cross No Crown”, pela Nuclear Blast Entertainment. (...)

SWR Barroselas Metalfest revela primeiras confirmações

O festival SWR Barroselas Metalfest anunciou hoje as primeiras confirmações para a edição do próximo ano. O evento, que vai ter lugar de 27 a 29 de Abril(...)

Graveyard em Portugal - Revelada banda de abertura

Como é sabido, os suecos Graveyard vão atuar na sala Lisboa Ao Vivo, já no próximo dia 25 de Novembro. Os portugueses(...)


Este é o primeiro álbum dos Momentum, originalmente lançado em 2010 e que causou algum burburinho na cena na altura. A banda islandesa demonstrou desde ter apetência para não parar muito tempo no mesmo sítio. Se nos inícios da sua carreira era puramente death metal, quando chegou a este trabalho, já demonstravam uma enorme apetência para as sonoridades progressivas. No entanto, chamar de "Fixation, At Rest" poderá ser bastante enganador, já que apesar desse ser um dos seus elementos base, existem igualmente outros que podem fazer toda a diferença na hora de gostar ou não.

2010 era o ano em que tudo o que era pós-qualquer coisa estava no auge, embora a designação ainda não fosse propriamente popular - tirando o pós-rock, claro. E então, este trabalho, colocado nessa perspectiva, faz todo o sentido, mas mesmo assim não será de encaixe fácil. Não é um trabalho fácil de ouvir mas mais que isso, não é um trabalho fácil de interiorizar, sendo necessárias muitas audições até que se comece a chegar lá. As músicas sucedem-se como se fossem todas uma, mesmo quando têm intervalos de silêncio entre si. É toda uma atmosfera que insiste em persistir.

O que é bom por um lado e mau por outro. Por um lado faz com que o impacto e o sufoco seja muito maior. Por outro, para aqueles que não chegaram lá (ou que nem sequer têm paciência para tentar), pode soar tudo ao mesmo e o desinteresse seja maior. Apesar de tudo isto, não é difícil perceber o interesse da Dark Descend Records em querer lembrar este trabalho a uma potencial audiência mais alargada, porque a qualidade é realmente elevada. Um tema como "Red Silence" é de uma beleza esmagadora que contrasta bem com o peso absoluta de faixas como "The Conduits Lead" ou "Metamorphose". Uma boa oportunidade para ficar a conhecer (mais) uma boa banda islandesa.


Nota: 8/10


Review por Fernando Ferreira