• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)


Numa recente entrevista, Johan Hegg foi questionado sobre a possibilidade dos Amon Amarth garantirem um substituto permanente para o baterista Fredrik Andersson, que deixou a banda no ano passado, sobre o fato do mesmo sentir ou não estranho trabalhar com alguém novo, depois de ter o mesmo alinhamento por tanto tempo, sobre a forma como encontraram um novo baterista para as digressões e o processo de audição, ao qual o vocalista sueco respondeu o seguinte:

"Para o novo álbum dos Amon Amarth, "Jomsviking", contámos com a ajuda de Tobias Gustafsson, que costumava ser o baterista do Vomitory e está agora nos Cut Up para compor e gravar um álbum. Ele é um velho amigo, e nós conhecemo-lo há muito tempo, e ele é uma pessoa muito criativa. Em vez de procurarmos por um membro permanente e, em seguida, a meio do processo de composição, sentirmos que este não é o tipo certo e termos de começar tudo de novo, decidimos trabalhar com o Tobias para que nos pudéssemos concentrar em compor e gravar o álbum, e começar a procurar por um membro permanente depois disso. Portanto, nesta Primavera, temos um tipo que vai trabalhar connosco - nesta Primavera e Verão - e depois disso, vamos avaliar se ele quer ficar connosco e se sentimos que ele é o tipo certo para a banda. Nós só queremos ter tempo para encontrar o tipo certo. A digressão vai ser uma espécie de período experimental. Agora, temos esse tipo a bordo para a digressão nos EUA/Canadá e depois para os festivais de Verão. E depois disso, vamos ver como as coisas correm, como ele gosta de trabalhar connosco e todas essas coisas."

"Honestamente, é fantástico. Eu acho que é muito inspirador trabalhar com alguém novo. Compor com o Tobias foi incrível; foi excelente. Ele é uma óptima pessoa, com uma atitude muito positiva e um grande baterista. Por isso, foi realmente inspirador trabalhar com ele."

"Tivemos muitas pessoas a contactar-nos. E muitos delas são realmente grandes, grandes bateristas. Mas do nosso ponto de vista, estávamos principalmente à procura de alguém que viva na Suécia, porque ainda somos uma banda de ensaios. Não somos o tipo de banda que trabalha em casa e, em seguida, encontra-se somente antes da digressão, ou apenas antes de entrar em estúdio ou algo assim. Nós ensaiamos, por isso é algo que temos de ter... Nós precisamos de estar razoavelmente próximos do tipo que vai trabalhar connosco, de modo que esse foi um factor chave. Mas também o facto de procurarmos por um membro permanente. Eu acho que isso faz com que seja mais fácil, se todos falarem a mesma língua. Hoje em dia, não seria impossível ter alguém que vive noutro país, especialmente hoje, quando tens a Internet e podes enviar arquivos e todas essas coisas. Mas, como disse, nós somos uma banda de ensaios, e isso seria muito complicado."

"Em primeiro lugar, a gerência, os agentes e a editora não têm voto na matéria em relação a quem ficará com o cargo nos Amon Amarth, e eles próprios não o querem ter, por isso nesse caso está tudo bem. Mas mesmo que eles quisessem pôr o dedo, nós cortávamo-lo de imediato. Isso não é da conta deles. Percebes o que estou a dizer? Em segundo lugar, tem tudo que ver para nós com o seguinte: Consegues fazer o trabalho, e és um tipo porreiro? Esse é o principal critério que temos. E é isso que procuramos no processo de audição. Mas isso realmente não interessa. Desde que sejas um bom baterista, possas fazer o trabalho e sejas um tipo porreiro, não há problema."

Por: Bruno Porta Nova - 08 Março 16