• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Numa recente entrevista, Johan Hegg foi questionado sobre a possibilidade dos Amon Amarth garantirem um substituto permanente para o baterista Fredrik Andersson, que deixou a banda no ano passado, sobre o fato do mesmo sentir ou não estranho trabalhar com alguém novo, depois de ter o mesmo alinhamento por tanto tempo, sobre a forma como encontraram um novo baterista para as digressões e o processo de audição, ao qual o vocalista sueco respondeu o seguinte:

"Para o novo álbum dos Amon Amarth, "Jomsviking", contámos com a ajuda de Tobias Gustafsson, que costumava ser o baterista do Vomitory e está agora nos Cut Up para compor e gravar um álbum. Ele é um velho amigo, e nós conhecemo-lo há muito tempo, e ele é uma pessoa muito criativa. Em vez de procurarmos por um membro permanente e, em seguida, a meio do processo de composição, sentirmos que este não é o tipo certo e termos de começar tudo de novo, decidimos trabalhar com o Tobias para que nos pudéssemos concentrar em compor e gravar o álbum, e começar a procurar por um membro permanente depois disso. Portanto, nesta Primavera, temos um tipo que vai trabalhar connosco - nesta Primavera e Verão - e depois disso, vamos avaliar se ele quer ficar connosco e se sentimos que ele é o tipo certo para a banda. Nós só queremos ter tempo para encontrar o tipo certo. A digressão vai ser uma espécie de período experimental. Agora, temos esse tipo a bordo para a digressão nos EUA/Canadá e depois para os festivais de Verão. E depois disso, vamos ver como as coisas correm, como ele gosta de trabalhar connosco e todas essas coisas."

"Honestamente, é fantástico. Eu acho que é muito inspirador trabalhar com alguém novo. Compor com o Tobias foi incrível; foi excelente. Ele é uma óptima pessoa, com uma atitude muito positiva e um grande baterista. Por isso, foi realmente inspirador trabalhar com ele."

"Tivemos muitas pessoas a contactar-nos. E muitos delas são realmente grandes, grandes bateristas. Mas do nosso ponto de vista, estávamos principalmente à procura de alguém que viva na Suécia, porque ainda somos uma banda de ensaios. Não somos o tipo de banda que trabalha em casa e, em seguida, encontra-se somente antes da digressão, ou apenas antes de entrar em estúdio ou algo assim. Nós ensaiamos, por isso é algo que temos de ter... Nós precisamos de estar razoavelmente próximos do tipo que vai trabalhar connosco, de modo que esse foi um factor chave. Mas também o facto de procurarmos por um membro permanente. Eu acho que isso faz com que seja mais fácil, se todos falarem a mesma língua. Hoje em dia, não seria impossível ter alguém que vive noutro país, especialmente hoje, quando tens a Internet e podes enviar arquivos e todas essas coisas. Mas, como disse, nós somos uma banda de ensaios, e isso seria muito complicado."

"Em primeiro lugar, a gerência, os agentes e a editora não têm voto na matéria em relação a quem ficará com o cargo nos Amon Amarth, e eles próprios não o querem ter, por isso nesse caso está tudo bem. Mas mesmo que eles quisessem pôr o dedo, nós cortávamo-lo de imediato. Isso não é da conta deles. Percebes o que estou a dizer? Em segundo lugar, tem tudo que ver para nós com o seguinte: Consegues fazer o trabalho, e és um tipo porreiro? Esse é o principal critério que temos. E é isso que procuramos no processo de audição. Mas isso realmente não interessa. Desde que sejas um bom baterista, possas fazer o trabalho e sejas um tipo porreiro, não há problema."

Por: Bruno Porta Nova - 08 Março 16