• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


"Staub Und Schatten" é já o quarto álbum dos alemães e apresenta-se com uma intro, "Ad Arma" de forma singela e até algo ritualista, mas "Durch" mostra logo que os alemães não se adocicaram com os três anos de ausência desde "Brachland". O black metal aqui é impiedoso e bastante ortodoxo, não querendo isso dizer que é aborrecido. Pelo menos não será para os aficionados do género. Blastbeats e tremolo picking com fartura é o que se obtem em grande parte do álbum que apesar de se cingir às regras do estilo, não se torna aborrecido - embora os dez minutos da "Elegie (Auftakt)" sejam algo excessivos.

As variações a nível de tempos acaba por ser o grande ponto de dinâmica de "Staub Und Schatten", onde temos um tema mais compassado como "Kriegslied" lado a lado com um como "Charge Of The Light Brigade" que é mais frenético. São precisamente os momentos em que a banda carrega no acelerador que as coisas se tornam mais interessantes, mas as variações dentro dos próprios temas acabam também por introduzir mais um ponto de interesse. Outra coisa que a banda acerta quase sempre é nas melodias (de uma perspectiva de black metal, claro) que têm tendência a soar épicas e memoráveis.

A produção é bastante crua mas resulta na perfeição, dando aquele feeling primitivo mas mantendo a musicalidade intacta - de que adianta fazer e gravar músicas interessantes se depois a produção não permite a apreciação das mesmas? Diríamos que seria uma máquina do tempo para o black metal praticado no início da década de noventa se este tivesse sido uma forma de fazer as coisas que tivesse caído em desuso. Nunca chegou a acontecer. No que diz respeito ao underground, está aqui um excelente álbum - ao que tudo indica a edição é limitada a cinquenta unidades, portanto é apressar.


Nota: 7.3/10

Review por Fernando Ferreira