• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Process Of Guilt - Black Earth


Dephosphorus - Impossible Orbits


Samsara Blues Experiment - One With the Universe


Æther Realm - Tarot


Psygnosis - Neptune


Schammasch - The Maldoror Chants: Hermaphrodite


Altar of Betelgeuze - Among The Ruins


Nargaroth - Era of Threnody


Condor - Unstoppable Power


Holy Blood - Glory to the Heroes


The Flight of Sleipnir - Skadi


The Obsessed - Sacred


Necroblood - Collapse of the Human Race


Full of Hell - Trumpeting Ecstasy


Funeralium - Of Throes And Blight


Nightbringer - Terra Damnata


The Sarcophagus - Beyond This World's Illusion


Chaos Synopsis - Gods of Chaos


Farsot - Fail.Lure


Unearthly Trance - Stalking the Ghost


Daemon Forest - Dissonant Walk


The Ruins of Beverast - Exuvia


Novembers Doom - Hamartia


Funeral Tears - Beyond The Horizon



Summoner - Beyond the Realm of Light

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Queens of the Stone Age confirmados no NOS Alive'18

Os Queens of the Stone Age foram confirmados para a próxima edição do NOS Alive, que vai ocorrer entre os dias 12 e 14 de Julho de 2018(...)

Under The Doom V anuncia um cancelamento e respetiva substituição

O cartaz do Under The Doom V, que vai ocorrer entre os dias 30 de Novembro e 2 de Novembro, acaba de sofrer uma ligeira alteração. Os franceses Funeraliumoi (...)

Corrosion Of Conformity lançam novo álbum em Janeiro

Os americanos Corrosion Of Conformity estão a preparar-se para lançar, a 12 de Janeiro, o seu novo álbum “No Cross No Crown”, pela Nuclear Blast Entertainment. (...)

SWR Barroselas Metalfest revela primeiras confirmações

O festival SWR Barroselas Metalfest anunciou hoje as primeiras confirmações para a edição do próximo ano. O evento, que vai ter lugar de 27 a 29 de Abril(...)

Graveyard em Portugal - Revelada banda de abertura

Como é sabido, os suecos Graveyard vão atuar na sala Lisboa Ao Vivo, já no próximo dia 25 de Novembro. Os portugueses(...)


Sete anos é o tempo que separa este "Omens Of Doom", o terceiro álbum dos Sulphur, do segundo, "Thorns In Existence" lançado em 2009. Considerando o tempo que passou, seria natural que o seu nome não tivesse tanto impacto como deveria. Ainda assim, a música deverá valer por ela própria e não pela familiaridade ou pela regularidade de lançamento de álbuns. O que temos é uma mistura de death com black metal que se assume como tipicamente norueguesa, a pender mais para o black metal no final da equação. Fria mas ainda assim melódica o suficiente para que os fãs de coisas mais tradicionais se queiram aproximar - ouvir os solos da "Gathering Storms" caso existam dúvidas.

Essa frieza da sua música, é também graças à produção, que apesar de cristalina e poderosa, também crua e bastante orgânica - lá está, tipicamente norueguesa. E as músicas? Sem dúvida o grande forte deste trabalho. Há por aqui uma espécie de espírito progressivo, uma espécie de viajar, de querer contar histórias, de querer pegar no ouvinte num ponto, atirá-lo para outro e ir buscá-lo para o colocar no mesmo sítio. Quando se tem este tipo de espírito a vontade é voltar muitas vezes para repetir a experiência, como se fossemos miúdos a andar no escorrega, a subir a escadas e a descer e a voltar ao início para mais uma volta. O tipo de entusiasmo com que este disco nos deixa, é típico desse espírito inocente da paixão pela música.

Talvez esta descrição leve ao engano o caro ouvinte. Não, não estamos a falar do novo álbum do Avô Cantigas. É mesmo black metal melódico, com pedal duplo, vozes rasgadas, baixo pulsante, riffs de guitarras intricados e solos de guitarra que, apesar de não serem abundantes, quando surgem roubam a atenção por completo. Intenso, melódico mas acima de tudo, muito inteligente (principalmente na forma como usam os teclados, de forma muito sóbria e brutalmente eficaz), "Omens Of Doom" surpreenderá todos aqueles que ainda não os conheciam. Se sete anos de ausência já não era desculpa, então com uma bomba destas, muito menos. Recomendadíssimo.


Nota: 8.6/10

Review por Fernando Ferreira