• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


O que é que a década de oitenta tem de tão mágico que faz com que todos aqueles que nela tiveram alguns dos seus melhores ou mais marcantes (ou ambos) da sua vida fiquem nostálgicos? Bem provavelmente será uma questão de perspectiva, já que sou um filho dessa mesma década e um ínicio como o deste álbum, logo com o tema título, remeta para os melhores momentos musicais dessa mesma década, onde havia uma certa magia nos sintetizadores e não era automaticamente a noção de se estar a ouvir música de plástica e pré-fabricada. Não pelo menos em todos os casos. Mas já estamos a divagar. Voltemos ao assunto.

"Safe Haven". O tema. Enorme. Um tema instrumental (aliás, como todos os outros) que se fosse a encaixar hoje numa categoria, teriamos que pegar sem dúvida no pós-rock embora isso seja forçasamente enganador e redutor. Não é apenas isso que se passa aqui. A maneira ideal de se iniciar qualquer álbum e foi muito bem escolhido para fazê-lo aqui já que é um bom resumo deste que é já o quarto trabalho da banda. Com uma sensibilidade prog, este conjunto de temas conseguem fazer-nos viajar para longe. Já aqui falámos diversas vezes acerca da nossa paixão por este tipo de temas e há uma razão de ser.

Imaginem-se presos, sem data de libertação à vista. Presos a uma rotina, presos a empregos e pessoas que não vos diz nada. Agora imaginem que na forma de temas como "Knees To The Earth", "The Lifter" e "We Are The Mirror" surge algo que vos permite sair do corpo - esse continua preso à realidade em que está inserido, lamentamos - e voar para longe. Quão importante seria esse tipo de coisa? Liberdade. Tudo através de música. Não "apenas" música, mas Música com "M" maiúsculo, em que o "M" é de magia. Um grande, enorme álbum, para todos que gostam de fugir das suas prisões de vez em quando.


Nota: 9/10

Review por Fernando Ferreira