• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)


Os japoneses são fantásticos, tem a capacidade de nos mostrar as coisas mais estapafúrdias e as mais geniais, e por vezes de juntar as duas no mesmo. Neste caso, temos um pouco do mesmo. Se atentarmos na "Green Sugar" que abre este trabalho, somos capazes de presenciar isso mesmo, onde temos quase oito minutos de rock retro e psicadélico que tanto pode irritar profundamente como hipnotizar. Felizmente, a nós aconteceu-nos a primeira. Mas não é uma conclusão fácil ou suave de se atingir.

É suave, é poppy (se estivéssemos na década de sessenta novamente e se os álbuns a solo de Syd Barrett tivessem tido um esmagador sucesso) e é altamente eficaz. Há sempre um forte ambiente atmosférico ou até esotérico que se instala - truques de produção como os milagres de um simples eco, no entanto não nos deixamos de impressionar com o resultado que tem - e isso juntando a certos tiques orientais, que para alguns ocidentais acabam por ter sempre um impacto positivo, faz com que este álbum seja difícil de ignorar.


É a velha história. Não entra à primeira, sabemos que não é coisa que vamos ouvir todos os dias mas mesmo assim, não conseguimos deixar de apreciar. Um tema praticamente instrumental (onde a voz surge quase como mais um instrumento, principalmente quando não se percebe um boi daquilo que estão a cantar) como "Old Snow, White Sun" é o exemplo perfeito do impacto hipnótico de que esta música pode ter. Mesmo sendo um álbum que seja difícil de entrar, que tenha pouco ou nada de metal e que não oiçamos todos dias... quando ouvimos, a viagem é garantida. Excelente surpresa.


Nota: 8.5/10

Review por Fernando Ferreira