• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Quando se tem uma banda só de mulheres, inevitavelmente esse mesmo factor torna-se o ponto de marketing mais forte. Principalmente quando o género é o metal puro e duro (neste caso o thrash metal). Raramente temos uma ocasião onde não existe valor nessas propostas mas é sempre um assunto sensível. Se por um lado vivemos (ou queremos viver e fazemos por isso) num mundo de igualdade entre géneros, por outro lado, a música pesada continua ainda a ser dominada pelo género masculino, pelo que tudo o que surge fora dessa norma acaba por chamar a atenção. No que nos diz respeito, o nosso maior interesse é fazer analisar a música pela música, independentemente se temos uma banda composta por homens, mulheres, vegetais ou animais.

E tendo isso em consideração, podemos dizer, de uma forma completamente imparcial, que as Nervosa são uma banda do caraças! A banda tem neste “Agony”, o seu segundo trabalho, uma potente bujarda de thrash metal agressivo que vai beber aqui e ali ao black metal  mais thrashado (sobretudo pela abordagem vocal) e ao death metal (pela brutalidade de temas como “Arrogance” e “Hostages” que nos fazem lembrar uns Death na fase “The Sound Of Perseverance” caso quisessem recuar até ao “Leprosy”, só para o gozo da coisa). Sem ser muito técnico, sem ser muito simplista, este equilíbrio é perfeito e o resultado é um álbum extremamente coeso.

É o típico caso em que não se tem nada de novo – e não poderemos dizer que todos os elementos serem do sexo feminino seja algo de novo, já que temos muitos outros casos de sucesso e especificamente em relação aos Nervosa, trata-se do seu segundo álbum – mas que o resultado é de um entusiamos contagiante que é impossível ficar-se indiferente. O álbum poderá não ser clássico, pode até ser considerado com uma curiosidade, mas a nós, que já vimos alguma coisa, soa-nos a percussor de algo muito maior que virá no futuro. Se as sementes já estavam lançadas anteriormente, agora estão a começar a dar frutos. Resta saber que frutos vão dar. Chamamos a atenção, sem estar muito relacionado (ou talvez sim) para a intrigante última música do álbum, a “Wayfarer”. Bom álbum.


Nota: 8.1/10

Review por Fernando Ferreira