• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Iron Reagan - Crossover


Lich King - Omniclash


Demonic Resurrection - Dashavatar


Black Anvil - As Was


Benighted - Necrobreed


Mechina - As Embers Turn To Dust


Adamantine - Heroes & Villains


Barathrum - Fanatiko


Persefone - Aathma


Blame Zeus - Theory Of Perception


Kreator - Gods Of Violence


Lock Up - Demonization


Obituary - Obituary


H.O.S.T. - Bastard Of The Fallen Thrones


Antropomorphia - Sermon Ov Warth


Fall From Perfection - Metamorph


Pallbearer - Heartless


Mastodon - Emperor Of Sand


wolfheart - Tyhjyys


Sinister - Syncretism


Primal Attack - Heartless Oppressor


Grog - Ablutionary Rituals

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Dying Fetus revelam detalhes do novo álbum

Os Dying Fetus vão lançar o seu novo álbum, "Wrong One To Fuck With", a 23 de Junho pela editora Relapse Records, e será o tão aguardado sucessor de "Reign Supreme", lançado em 2012.(...)

Novembers Doom - Novo álbum disponível para audição na íntegra

O novo álbum dos norte-americanos Novembers Doom, intitulado "Hamartia", é lançado hoje pela The End Records. Este trabalho pode ser ouvido na íntegra através desta ligação. (...)

SWR Barroselas Metalfest XX - Horários das atuações

Ampliando a imagem acima, é possível conhecer o horário de atuação de cada uma das bandas que irá compor o SWR Barroselas Metalfest XX. Recorde-se que o festival ocorre entre os dias 27 e 30 de Abril, em Barroselas. (...)

Tony Iommi está a trabalhar em novo material de Black Sabbath

O já conhecido guitarrista dos Black Sabbath, Tony Iommi confirmou em entrevista que está neste momento a juntar e trabalhar o som do último concerto que a banda deu, em Birmingham, e também há rumores(...)

Tankard lançam novo vídeo com letra

Os Tankard lançaram um novo video com letra para a música "Arena Of The True Lies", que fará parte do seu sétimo álbum de estúdio, "One Foot In The Grave"(...)


Já vimos nomes de banda complicados e/ou caricatos mas este parece querer chegar ao top. A principal força motriz desta nova banda ou entidade é The Wolf, o vocalista e teclista da banda austríaca Darkside e vocalista dos Citizen X. O amigo The Wolf resolveu então lançar-se num trabalho a solo e criar esta designação como homenagem e tributo aos nossos Moonspell, com quem já andaram em digressão (na época do "Sin/Pecado"), e um jogo de palavras com o termo "Buena Vista Social Club". Rebuscado o suficiente para que não pensemos mais nisso e passemos imediatamente à música.

A música que nos é entregue é um death metal melódico, com algum recurso a teclados, mas não em demasia, não deixando que o peso das guitarras fique soterrado por debaixo das teclas, não dispensando no entanto o uso de arranjos electrónicos.. A melodia, no entanto, é omnipresente, e se tivermos que pensar numa banda, aquela que nos ocorre mais seria uma mistura entre os Dark Tranquility na sua fase mais electrónica com os Septic Flesh menos armados aos titãs. Mesmo não apresentando nada de novo, as músicas agarram-nos logo à primeira. Experimentem a "The God Delusion" e "Rites Of The Apocalypse".

Este trabalho, apesar de ser um projecto a solo, não tem como único contribuinte The Wolf. A ajudá-lo vem Alessandro Vagnoni, na bateria e produção; Jaroslav Lukac na guitarra solo de alguns temas e como compositor; e Peter Böhm no baixo. O resultado poderá não parecer impressionante à primeira mas é um álbum que se ouve e volta a ouvir com gosto, contendo todos os elementos necessários para agradar a quem gosta da dicotomia agressividade/melodia. Resta saber se será apenas um projecto ou se este trabalho representa o início de uma nova entidade que aparenta ter pernas para andar. Nota positiva para a interessante versão dos The Doors, "Five To One".

Resta apenas dizer que a promo que recebemos contém vinte e uma faixas (21!), o que devem representar dois CDs sendo que as últimas oito (deverão constar do segundo CD) dão a sensação de estarem todas ligadas na designação ou título "Parthenopean Shores". São quase cem minutos de música, ambiciosos e que eleva este trabalho a um patamar diferente do que aquele que onde estaria se avaliássemos apenas pela primeira fase. Aliás, se a banda for mesmo para continuar, podem pegar nestes segundo CD como inspiração para os próximos passos. Melódico, pesado, atmosférico e cinematográfico.


Nota: 8.1/10

Review por Fernando Ferreira