• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Process Of Guilt - Black Earth


Dephosphorus - Impossible Orbits


Samsara Blues Experiment - One With the Universe


Æther Realm - Tarot


Psygnosis - Neptune


Schammasch - The Maldoror Chants: Hermaphrodite


Altar of Betelgeuze - Among The Ruins


Nargaroth - Era of Threnody


Condor - Unstoppable Power


Holy Blood - Glory to the Heroes


The Flight of Sleipnir - Skadi


The Obsessed - Sacred


Necroblood - Collapse of the Human Race


Full of Hell - Trumpeting Ecstasy


Funeralium - Of Throes And Blight


Nightbringer - Terra Damnata


The Sarcophagus - Beyond This World's Illusion


Chaos Synopsis - Gods of Chaos


Farsot - Fail.Lure


Unearthly Trance - Stalking the Ghost


Daemon Forest - Dissonant Walk


The Ruins of Beverast - Exuvia


Novembers Doom - Hamartia


Funeral Tears - Beyond The Horizon



Summoner - Beyond the Realm of Light

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Queens of the Stone Age confirmados no NOS Alive'18

Os Queens of the Stone Age foram confirmados para a próxima edição do NOS Alive, que vai ocorrer entre os dias 12 e 14 de Julho de 2018(...)

Under The Doom V anuncia um cancelamento e respetiva substituição

O cartaz do Under The Doom V, que vai ocorrer entre os dias 30 de Novembro e 2 de Novembro, acaba de sofrer uma ligeira alteração. Os franceses Funeraliumoi (...)

Corrosion Of Conformity lançam novo álbum em Janeiro

Os americanos Corrosion Of Conformity estão a preparar-se para lançar, a 12 de Janeiro, o seu novo álbum “No Cross No Crown”, pela Nuclear Blast Entertainment. (...)

SWR Barroselas Metalfest revela primeiras confirmações

O festival SWR Barroselas Metalfest anunciou hoje as primeiras confirmações para a edição do próximo ano. O evento, que vai ter lugar de 27 a 29 de Abril(...)

Graveyard em Portugal - Revelada banda de abertura

Como é sabido, os suecos Graveyard vão atuar na sala Lisboa Ao Vivo, já no próximo dia 25 de Novembro. Os portugueses(...)


Já vimos nomes de banda complicados e/ou caricatos mas este parece querer chegar ao top. A principal força motriz desta nova banda ou entidade é The Wolf, o vocalista e teclista da banda austríaca Darkside e vocalista dos Citizen X. O amigo The Wolf resolveu então lançar-se num trabalho a solo e criar esta designação como homenagem e tributo aos nossos Moonspell, com quem já andaram em digressão (na época do "Sin/Pecado"), e um jogo de palavras com o termo "Buena Vista Social Club". Rebuscado o suficiente para que não pensemos mais nisso e passemos imediatamente à música.

A música que nos é entregue é um death metal melódico, com algum recurso a teclados, mas não em demasia, não deixando que o peso das guitarras fique soterrado por debaixo das teclas, não dispensando no entanto o uso de arranjos electrónicos.. A melodia, no entanto, é omnipresente, e se tivermos que pensar numa banda, aquela que nos ocorre mais seria uma mistura entre os Dark Tranquility na sua fase mais electrónica com os Septic Flesh menos armados aos titãs. Mesmo não apresentando nada de novo, as músicas agarram-nos logo à primeira. Experimentem a "The God Delusion" e "Rites Of The Apocalypse".

Este trabalho, apesar de ser um projecto a solo, não tem como único contribuinte The Wolf. A ajudá-lo vem Alessandro Vagnoni, na bateria e produção; Jaroslav Lukac na guitarra solo de alguns temas e como compositor; e Peter Böhm no baixo. O resultado poderá não parecer impressionante à primeira mas é um álbum que se ouve e volta a ouvir com gosto, contendo todos os elementos necessários para agradar a quem gosta da dicotomia agressividade/melodia. Resta saber se será apenas um projecto ou se este trabalho representa o início de uma nova entidade que aparenta ter pernas para andar. Nota positiva para a interessante versão dos The Doors, "Five To One".

Resta apenas dizer que a promo que recebemos contém vinte e uma faixas (21!), o que devem representar dois CDs sendo que as últimas oito (deverão constar do segundo CD) dão a sensação de estarem todas ligadas na designação ou título "Parthenopean Shores". São quase cem minutos de música, ambiciosos e que eleva este trabalho a um patamar diferente do que aquele que onde estaria se avaliássemos apenas pela primeira fase. Aliás, se a banda for mesmo para continuar, podem pegar nestes segundo CD como inspiração para os próximos passos. Melódico, pesado, atmosférico e cinematográfico.


Nota: 8.1/10

Review por Fernando Ferreira