• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)


E que tal um pouco de pop só para chatear o pessoal? Os CousCous têm aqui em Tales o seu segundo trabalho e brindam-nos com catorze temas que se ouvem com uma felicidade impressionante. Sim, podem ler novamente. Metal Imperium, pessoal dado à metalada rude e melódica, progressiva ou directa, ficou fascinada com um álbum pop. No entanto, em nossa defesa, não se trata do pop rançoso que ouvimos por aí a meter nojo nas rádios. Não, este pop rançoso remonta à década de oitenta, em parte. Noutras ocasiões, remonta a banda-sonoras de filmes românticos.

Seja como for... resulta.

Qual é a cena da música pop? Música fácel de assimilar, fácil de espalhar, daí o popular. Que é o contrário da música de elites, tal como o jazz, a música clássica e em parte o metal nas suas vertentes mais extremas e/ou experimentais. Qual é a cena contra a música pop? Normalmente representa ter música descartável, com ganchos para captar a atenção de amebas desprovidas de cérebro, e onde o talento resume-se a uma boa voz que, ocasionalmente, tem o apoio de trabalho alquimico de estúdio para ficar bonitinho e plástico.

"Tales" é o oposto de tudo isso. Temos uma voz feminina muito bonita, temos músicas que mesmo sem peso, conseguem cativar-nos e consegue fazer-nos pensar que daqui a dois anos iriamos pegar nas mesmas (Numa "The Wrong Side Of Life" ou numa "Tidal Wave") e que iríamos apreciá-las da mesma forma e não nos sentiriamos envergonhados por termos sido apanhados num momento de ameba desprovida de cérebro - somos todos humanos, todos temos momentos desses, uns mais conscientes que outros. É um álbum que vai irritar aos apreciadores de metal, vai irritar até aos apreciadores de música gótica... mas, e agora dirigido aos rapazes, se têm uma namorada que não suporta a vossa música, ofereçam-lhe este CD que de certeza que vão ficar bem vistos.


Nota: 7.5/10

Review por Fernando Ferreira