• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)



Os Karnak Seti sempre foram associados, mal ou bem (é-nos indiferente e já explicamos porquê) metalcore mas a diferença deles para os outros é que nós sempre gostámos do seu som. Quer dizer, não é apenas isso. A questão é que a sua música sempre conseguiu quebrar com a questão de pertencer ou de cumprir à risca todos os predicados necessários para pertencer a este ou àquele grupo de bandas ou a uma moda específica, até porque em 2001, a questão do metalcore ainda não era propriamente falada. Nós sempre os vimos como uma banda, uma boa banda, de death metal melódico e é por aí que começamos.

Apesar de uma carreira com quinze anos, os Karnak Seti apenas agora chegam ao terceiro álbum de originais, cinco anos após o lançamento de “In Harmonic Entropy”. Apesar da longa distância entre os dois lançamentos, a banda madeirense mantém intacto todo o seu poderio bruto e melódico, algo que fica evidente com “The Bliss Of Living”, o tema de abertura. A dificuldade que podemos  encontrar à partida é pelo simples facto de que a fórmula para este tipo de sonoridade está mais que batida.

Não interessa. Quando o som rocka como tudo e possui minimamente uma identidade própria, que é o caso, então é sempre música bem vinda. Não existe aqui nenhuma aproximação descarada ao comercialismo, continuamos a ter um excelente equilíbrio entre brutalidade e melodia o que, bem vistas as coisas, é uma raça em extinção. Para quem gosta de death metal tipicamente sueco (secção de Gotenburgo) então, a banda nacional é aquilo que precisam mesmo para satisfazer a vossa sede. Temas como “Desolation Of Soul And Flesh”, o tema título ou “Reload The System” são obrigatórios mas o álbum, num todo, é muito forte.

Nota: 8.6/10

Review por Fernando Ferreira