• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes

Symphony X - Underworld




Riverside - Love Fear And The Time Machine




Amorphis - Under The Red Cloud





Flayed - Monster Man




Ivanhoe - 7 Days




Elferya - Eden's Fall




Spektr - The Art To Disappear




Rab - Rab 2




Exumer - The Raging Tides




Tales Of The Tomb - Volume One Morprhas




Dimino - Old Habits Die Hard




Roxxcalibur - Gems Of The NWOBHM





The Fifth Alliance - Death Poems




Augrimmer - Moth And The Moon




The Great Tyrant - The Trouble With Being Born




Weeping Silence - Opus IV - Oblivion




Watercolour Ghosts - Watercolour Ghosts




Hexx - Under The Spell/ No Escape




Deseized - A Thousand Forms Of Action




Razor Rape - Orgy In Guts




Sadist - Hyaena




Xandria - Fire & Ashes




Alien Syndrome 777 - Outer




Asylum Pyre - Spirited Away




Canyon Of The Skell - Canyon Of The Skull




Chron Goblin - Blackwater




Extreme Cold Winter - Paradise Ends Here

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



















Entrevista aos Wintersun

Os Wintersun estão de volta mas só acede ao novo álbum “The Forest Seasons” quem participar na campanha de crowdfunding que se iniciou no dia 1 de março e que terminará no dia 31 do mesmo mês. (...)

Vallenfyre revelam detalhes do novo álbum

O próximo álbum dos Vallenfyre, intitulado "Fear Those Who Fear Him", será lançado a 2 de Junho pela Century Media Records. O 3º álbum da banda foi gravado (...)

Hail Of Bullets chegam ao fim

A guerra dos Hail Of Bullets chegou ao fim. A banda holandesa colocou um término na sua luta e para a história ficaram álbuns como "...of Frost and War", (...)

Novembers Doom lançam novo vídeo

Os Novembers Doom, banda oriunda de Chicago, acaba de lançar um novo vídeo com a letra. Retirada do seu décimo álbum, “Zephyr”, foi, desta feita, a escolhida.(...)

Testament preparam lançamento de novo álbum e livro

Apesar do seu último álbum "Brotherhood Of The Snake" ter sido lançado há apenas cinco meses, os Testament encontram-se já a trabalhar no seu sucessor. A revelação surgiu numa entrevista(...)



Foi com lotação esgotada, alguns dias antes da data, que o Paradise Garage se abriu para receber um cartaz de luxo com três grandes nomes do black/death metal europeu: Mgła, Secrets of the Moon e Behemoth.  

A expectativa era elevada para um cartaz de luxo, em que cada banda, com a sua carreira e reputação consolidada, poderia individualmente ter sido cabeça de cartaz do evento.

Abrindo a noite, entraram em palco os Mgła que conseguiram, bastante cedo, encher a sala com um grupo coeso de seguidores. Tal como abertamente declarado pelos presentes, a banda polaca foi, para muitos, o principal motivo decisivo para comparecerem nesta noite. E, mesmo para quem não os conhecia, os seus 50 minutos de atuação foram o suficiente para tirar qualquer dúvida quanto ao motivo da sua reputação. Com uma sonoridade muito própria dentro do género black metal, os Mgła surpreenderam pela sua excelência técnica e apresentação direta.

A seguir a um muito curto intervalo, entraram em palco os alemães Secrets of The Moon. Com um som bastante mais progressivo do que o restante cartaz, acabaram por se destacar com uma apresentação menos intensa mas mais intimista, essencialmente focada no seu último trabalho “Sun” (2015). 

Chegada a hora de Behemoth, a banda encabeçada pelo carismático Nergal mais uma vez não desiludiu. Dois anos após a mítica passagem pelo festival Vagos Open Air, foi a vez de terem um concerto em nome próprio numa sala fechada. E, tal como na sua passagem pela localidade de Vagos, provaram uma vez mais por que motivo a crítica internacional os aplaude unanimemente como uma das melhores bandas da atualidade.

Ainda embalados pelo lançamento em 2014 de “The Satanist”, focaram a sua setlist neste álbum, abrindo com o hino: “Blow Your Trumpets Gabriel” para um público imediatamente rendido. Envoltos na sua habitual teatralidade mística, fizeram descer sobre a sala um ambiente mais negro mas que, sem nunca cair no exagero, em momento algum suplanta a extraordinária qualidade visionária da banda polaca. Após tocarem na íntegra o seu último álbum, ainda houve tempo, em jeito de encore, para os outros clássicos da banda como “Ov Fire and the Void” e “Conquel All”.

Foi uma atuação irrepreensível, que incendiou todos os presentes como raramente se presencia atualmente. Uma noite verdadeiramente memorável!

Texto por Mariana Crespo
Fotografias por Liliana Quadrado
Agradecimentos: Prime Artists