• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes


Rasgo - Ecos da Selva Urbana


Terror Empire - Obscurity Rising


Painted Black - Raging Light


Wolves in the Throne Room - Thrice Woven


Celeste - Infidèle(s)


Moonspell - 1755


Battle Dagorath - II - Frozen Light of Eternal Darkness


Kalmankantaja - Routamaa


Archspire - Relentless Mutation


Tod Huetet Uebel - N.A.D.A


Benthik Zone - Via Cosmicam ad Europam ab Gelid Inferis


Acherontas - Amarta अमर्त (Formulas of Reptilian Unification Part II)


Progenie Terrestre Pura - oltreLuna


Vita Imana - El M4l


Overkill - The Grinding Wheel


Time Lurker - Time Lurker


Warbringer - Woe to the Vanquished



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































System of a Down têm músicas novas

Afinal não há nenhum problema com os System of a Down. É Serj Tankian quem o afirma, numa entrevista recente concedida à Rolling Stone. Na verdade a banda tem músicas novas, (...)

Simbiose, Alien Squad, Dokuga atuam no Porto em fevereiro

Os nacionais Simbiose, Alien Squad e Dokuga vão tocar no Metalpoint (Porto), no dia 3 de fevereiro do próximo ano.(...)

Hourswill apresentam novo álbum na companhia dos Inner Blast, The Chapter e Scarmind

Os Hourswill apresentam ao vivo o seu mais recente álbum, "Harm Full Embrace", dia 13 de janeiro, no RCA Club em Lisboa.(...)

Kamelot lançam novo vídeo e revelam novidades para 2018

Os Kamelot disponibilizaram o novo vídeo do tema "Under Grey Skies", que conta com a participação da vocalista dos Delain, Charlotte Wessels.(...)

Graveyard a gravar novo álbum

Os suecos Graveyard encontram-se nos Park Studios, em Estocolmo, a gravar o seu próximo álbum de estúdio, sucessor de "Innocence and Decadence", lançado no ano 2015. (...)


Os Adamantine são uma conhecida banda de metal portuguesa que, apesar de já terem 10 anos de existência, contam já com um EP e com dois álbuns de estúdio, sendo que é este último álbum, apelidado de “Heroes & Villains”, que vai ser alvo de análise.
Heroes & Villains” começa com a introdução “Lux in Tenebris”, que parece preparar-nos para uma tempestade vindoura, que é precisamente o que acontece na faixa que dá nome ao álbum: “Heroes & Villains”, uma tempestade carregada de riffs de thrash, com uma voz que apesar de por vezes ser demasiado harmoniosa, não se torna cansativa.
Temos, ao longo de todo o álbum, uma bateria muito precisa com um pedal duplo bem prenunciado, em especial nas músicas “Fire That Cleanses” e “Reborn in Darkness”. Nestas faixas também a dada altura podemos ter a sensação de estarmos a ouvir uns Gojira com os seus mais recentes registos.
Em “Elegies Of War” temos uma introdução muito precisa e algo militarista na sua execução, com uma voz que se adequa perfeitamente ao feeling da música. Este tema consegue proporcionar-nos uma viagem aos campos de guerra, através do seu solo que, apesar de não ser técnico, dá perfeitamente aquele tom épico à música.
O álbum termina com a faixa com o nome adequado para o efeito, “Everything Ends”, que encerra com um shred de guitarra impressionante, que faz combinar técnica com precisão na perfeição.
Apesar de, em certas alturas, a voz parecer como disse no início, demasiado harmoniosa em certas partes do álbum, consegue haver um equilíbrio entre agressividade e harmonia ao longo de todo o álbum. Muito bem conseguido!
Nota: 7.5/10
Review por Pedro Loureiro