• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Reviews Mais Recentes



Akercocke - Renaissance in Extremis


Neige et Noirceur - Verglapolis


Process Of Guilt - Black Earth


Dephosphorus - Impossible Orbits


Samsara Blues Experiment - One With the Universe


Æther Realm - Tarot


Psygnosis - Neptune


Schammasch - The Maldoror Chants: Hermaphrodite


Altar of Betelgeuze - Among The Ruins


Nargaroth - Era of Threnody


Condor - Unstoppable Power


Holy Blood - Glory to the Heroes


The Flight of Sleipnir - Skadi


The Obsessed - Sacred


Necroblood - Collapse of the Human Race


Full of Hell - Trumpeting Ecstasy


Funeralium - Of Throes And Blight


Nightbringer - Terra Damnata


The Sarcophagus - Beyond This World's Illusion


Chaos Synopsis - Gods of Chaos


Farsot - Fail.Lure


Unearthly Trance - Stalking the Ghost


Daemon Forest - Dissonant Walk


The Ruins of Beverast - Exuvia


Novembers Doom - Hamartia


Funeral Tears - Beyond The Horizon



Summoner - Beyond the Realm of Light

Metal Imperium - Merchandise

.
Para encomendar, enviar email para: metalimperium@gmail.com

Concertos em Destaque

Visitantes

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Queens of the Stone Age confirmados no NOS Alive'18

Os Queens of the Stone Age foram confirmados para a próxima edição do NOS Alive, que vai ocorrer entre os dias 12 e 14 de Julho de 2018(...)

Under The Doom V anuncia um cancelamento e respetiva substituição

O cartaz do Under The Doom V, que vai ocorrer entre os dias 30 de Novembro e 2 de Novembro, acaba de sofrer uma ligeira alteração. Os franceses Funeraliumoi (...)

Corrosion Of Conformity lançam novo álbum em Janeiro

Os americanos Corrosion Of Conformity estão a preparar-se para lançar, a 12 de Janeiro, o seu novo álbum “No Cross No Crown”, pela Nuclear Blast Entertainment. (...)

SWR Barroselas Metalfest revela primeiras confirmações

O festival SWR Barroselas Metalfest anunciou hoje as primeiras confirmações para a edição do próximo ano. O evento, que vai ter lugar de 27 a 29 de Abril(...)

Graveyard em Portugal - Revelada banda de abertura

Como é sabido, os suecos Graveyard vão atuar na sala Lisboa Ao Vivo, já no próximo dia 25 de Novembro. Os portugueses(...)


É começar logo a abrir caminho! Blood and Emptiness entra a matar com ritmo acelerado e mal damos por ela e o vocalista Kevin Sharp já está a vociferar palavras, que depreendo que não sejam muito amigáveis, acompanhado por um curto blastbeat! Ainda mal percebemos o tornado em que estamos metidos o ritmo segue para a batida atrashalhada, excelente para aquele mosh visto apenas em certos concertos de certas bandas (SLAAYYYYERRR!!!) que, diga-se de passagem, deixam valentes hematomas por todo lado. 

O som é bruto e rápido mas nota-se ali uma componente punk que passa para este lado mesmo que não seja mesmo só pela atitude que estes excelentes músicos mostraram no momento em que gravaram este petardo! Os dois seguintes ensaios de porrada, The Decay Within the Abyss e Locust, seguem pelo mesmo caminho. Ritmos rápidos mas que ainda assim conseguem variar e dar dinâmica à avalanche de riffs, batidas e voz, que voz! 

Total respeito pelo grande Tomas Lindberg que fez excelente trabalho em At The Gates e nos dois álbuns anteriores de Lock Up, pfff Hate Breeds Suffering, sempre na playlist! Mas se tiverem que o substituir por alguém, porra que não podiam ter escolhido melhor! Kevin Sharp deu muita energia ao grupo (se é que precisassem de mais!) e voz dele encaixa na perfeição. 

A faixa título mostra-nos um lado com mais groove e comedido no tempo, com a voz a ir mais grave, encaixe sublime! O refrão tem um coro de vozes a gritar o título deste álbum, acho que vai resultar bem ao vivo! O álbum prossegue na mesma veia, rápido, agressivo e com algumas variações de ritmo, ainda que não muitas mas o suficiente para se consumirem bem os pouco mais de 40 minutos deste trabalho, isto dito por alguém que apreciou quase hora e meia de Marduk no seu live Infernal Eternal...há que ter em conta isso. 

Subjectividades à parte, este é um excelente trabalho de Metal puro e duro, não trás nada de novo mas também não é esse o objectivo aqui. Temos entre mãos óptimo combustível para a fogueira ao vivo! Os últimos 3 temas do álbum também são excelentes! Destaque para Void que é outro bom exemplo da nova energia dos Lock Up.

Nota: 8/10

Review por Filipe Gomes