• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Alcest revelam detalhes sobre novo álbum

Depois de um longo e intenso período de trabalho no Drudenhaus Studio, os Alcest anunciaram o término das gravações do seu sexto registo. (...)

Korn lançam novo álbum em setembro e divulgam novo single

Os Korn preparam-se para lançar o seu novo álbum, "The Nothing", no dia 13 de setembro, através da Roadrunner/Elektra

Killswitch Engage lançam novo single

Os Killswitch Engage continuam a antecipar o seu novo álbum. Para o efeito, a banda divulgou agora o primeiro single do mesmo, "Unleashed", que pode ser ouvido (...)

Testament - Novo álbum será lançado no princípio do próximo ano

O vocalista Chuck Billy e o guitarrista Eric Peterson revelaram há dias, no festival francês Hellfest, que gravaram todas as faixas para o próximo álbum (...)

Possessed, Burn Damage @ RCA Club, Lisboa – 18Jun2019

Quando eu era um jovem apreciador de metal, nos finais da década de 80, Portugal era um deserto no que toca a concertos de sons mais pesados, e quando havia algum, por exemplo no mítico Pavilhão do Dramático de Cascais, (...)


A banda nacional Rasgo, formada por Paulo Gonçalves (Ignite the Black Sun, ex-Shadowsphere), Rui Costa (Tara Perdida), Pedro Ataíde (ex-Trinta e Um),  Filipe Sousa (ex-Shadowsphere) e Ricardo Rações (ex-Sacred Sin e ex-Trinta e Um), lançou o seu álbum de estreia no final de Outubro deste ano. 

"Ecos da Selva Urbana" proporciona-nos sentimentos e emoções que evocam ao nosso lado primitivo (nesse aspecto, os membros da banda já têm uma certa experiência na canalização de emoções fortes ao ouvinte, com referências de renome, como Shadowsphere, Ignite the Black Sun e Witchbreed).  

O álbum de longa-duração dá-nos cerca de 40 minutos de adrenalina e todo um leque de vibração no corpo, juntamente com certos calafrios. A abertura da obra musical, de seu nome "Ecos da Selva Urbana", repleta de riffs bem ao estilo do Thrash Metal nacional, prenda-nos também com a voz inigualável e inconfundível de Paulo Gonçalves, que nos tira do sono e desperta os sentidos.

A faixa "Homens ao Mar" - assim como todo o álbum em geral - faz uma referência às questões do ser humano e toda a história que este viveu até aos dias de hoje. Será este álbum uma tentativa de apelar a consciência social da população? Quererá a banda dizer que somos meros habitantes de uma selva onde manda a lei da sobrevivência? São questões que só os Rasgo nos poderão explicar (ficaremos a aguardar!...) Durante aproximadamente 40 minutos somos enfeitiçados pelos ensinamentos de como sobreviver no mundo actual, na companhia de uma composição tecnicamente infalível, ao abrigo de passagens vindas do inferno, e letras que nos atiram aos lobos. Mesmo quem não aprecie este género musical, dará claramente um passinho de dança.

Para além de "Ecos da Selva Urbana" e “Homens ao Mar”, podemos destacar faixas como "Propaganda Suicida" (terceiro tema do álbum), que nos envolve em riffs rasgados e vozes soltas na forma de de growls demoníacos. "Vulgo Vulto" é também das músicas a destacar - e o ouvinte que o comprove! O álbum termina com "Cão da Morte" (cover de Mão Morta) e despedimo-nos em grande.
Se a selva onde vivemos tivesse uma banda sonora, Rasgo seriam fortes candidatos para a criarem. Dito isto, aguardamos ansiosamente por novas inspirações rasgadas.

Nota: 8.4/10

Review por Carolina Lisboa Pereira