• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Total Pageviews

Reviews Mais Recentes


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































Ghost estreiam duas novas músicas ao vivo

Os Ghost fizeram um inicio "oficioso" da sua próxima digressão mundial no "The Roxy", em Hollywood, Los Angeles, e presentearam os fãs que(...)

Roy Khan confessa que sair dos Kamelot foi a "melhor decisão" que alguma vez tomou

Roy Sætre Khantatat, conhecido como Roy Khan, ou mais conhecido como o antigo vocalista dos Kamelot, falou à italiana SpazioRock (...)

Epica lançam vídeo para “Universal Love Squad”

Os holandeses lançaram recentemente o vídeo para a canção “Universal Love Squad”, sendo possível visualizar o mesmo (...)

Morbid Angel disponibilizam novo vídeo

A banda de death metal Morbid Angel divulgou recentemente um novo vídeo para o tema "Garden Of Disdain", pertencente ao mais recente álbum, "Kingdoms Disdained". (...)

Alice In Chains lançam vídeo para novo single

"The One You Know" é o novo single dos Alice In Chains, que pode ser ouvido no vídeo acima. A faixa faz parte do próximo álbum da banda, (...)


Falar de Simbiose é falar de uma das bandas mais importantes do underground nacional. Formados no já longínquo ano de 1991, a banda tem festejado as bodas de prata com concertos de norte a sul do país. No passado dia 13 de Janeiro foi a vez de Cascais receber a caravana do punk/crust, com um cartaz que incluía Systemik Violence, Dr Bifes & os Psicopratas e Alien Squad.

A celebração teve início por volta das 22h30, com a presença em palco dos Systemik Violence, um dos muitos projectos paralelos de Deris, guitarrista de Trinta E Um. Liderados por um bandido mascarado com a barriga a querer fugir de dentro de um casaco de ganga repleto de remendos, os “satanarkistas” não demoraram muito a instalar o caos na sala, com diversas incursões de Iggy Musashi pela plateia, empurrando e provocando quem achava que era fixe ficar a ver passar as modas. A banda lançou recentemente o seu LP “Satanarkist Attack”, e grande parte da sua actuação passou pelas novas faixas, com títulos/mensagens tão óbvias como "You are free to be a Slave", "At war with the scene" ou "Small Man Syndrome". O punk old school pareceu animar as hostes, assim como as várias farpas que Iggy foi lançando para o ar, em grande parte reclamando do punk estar mais na moda.

Para quem nunca viu uma actuação de Dr Bifes & os Psicopratas, é favor imaginar uma banda punk formada por foragidos de um hospício de alta segurança, disfarçados de psiquiatras carniceiros, a tocar a alta velocidade em cima de um carrinho do comboio fantasma. O trio formado pelo Bifes (baixista de Simbiose), Rato (baterista de Trinta e Um) e Bruno não pede licença a ninguém para espalhar o seu zombie rock por cada sala que passa, sempre com o bom humor do Bifes e as suas tradicionais  introduções aos temas. A set-list acaba por ser apenas um exercício estético, pois não é raro ver a ordem trocada, faixas adicionadas ou simplesmente eliminadas do alinhamento sem aviso prévio e por escassez de tempo. Em Cascais também se cumpriu a regra, com um concerto que pareceu mais reduzido que o esperado, mas com os clássicos “Vi Deus na Cama com o Diabo”, “Passa à Morte e não ao Mesmo” ou “Azar do Caralho” a mostrar que mesmo sendo um projecto paralelo para os seus executantes, a sua qualidade é inequívoca.

As doze badaladas já tinham soado há algum tempo quando os Alien Squad se perfilaram em palco. Veteranos do thrash-punk, a banda de Leiria anda numa roda viva de concertos, agora que tem um line-up estável. O som mantem-se fiel às influências da segunda vaga do punk britânico, como Discharge ou GBH, pintalgadas com riffs thrash ao melhor estilo de Slayer ou Destruction. A estrear-se no Stairway, e com o vocalista Ricardo que meses antes era apenas fã da banda, foi revigorante ouvir o som dos Alien Squad, que passaram em revista faixas dos seus três discos de originais. Interessante ouvir “Police On The Streets Buggin Me”, de certeza uma homenagem a “Police on my Back” dos londrinos The Clash, uma das primeiras faixas alguma vez composta pela banda. Por imperativos de tempo, também eles acabaram por ver a sua actuação cortada em alguns temas, não sem antes verem a plateia regatear com grande força um encore, que infelizmente não aconteceu.

Chegada a hora dos anfitriões da noite, é altura de Johnie Simbiose se apresentar à frente do quarteto e declarar aberta a festa. “O palco é vosso” sempre foi o lema dos Simbiose e nele é reflectido o respeito que a banda tem pelo público que a segue e que em retorno vibra com o suor (e algum sangue) que os veteranos do crust colocam em cada concerto. Com seis álbuns de estúdio é cada vez mais complicado condensar 25 anos de história em pouco mais de uma hora, mas “Acabou a Crise, Começou a Miséria”, “Drowning in Shit” ou “Terrorismo de Estado” não podiam faltar entre dezena e meia de canções de intervenção moderna, que tanto dispara contra o governo como o ódio face à existência de jardins zoológicos ou o aumento do fosso entre ricos e pobres.


Texto e Fotografias por Vasco Rodrigues
Agradecimentos: Amazing Events