• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Total Pageviews

Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































The Sword vão entrar num hiato

Corte quase fatal no futuro dos The Sword, uma vez que a banda texana anunciou há dias que fará uma pausa, embora tenha lançado ainda em março (...)

Hate Eternal lançam áudio de "Nothingness of Being"

A banda de death metal irá lançar o novo álbum, Upon Desolate Sands, a 26 de outubro através da Season Of Mist. Depois de desvendar (...)

Alterações no alinhamento do Festival Bardoada e Ajcoi

O Festival Bardoada e Ajcoi anunciou a substituição de duas das bandas previamente confirmadas. (...)

Marky Ramone em Portugal no próximo mês

O veterano Marky Ramone tem dois espectáculos marcados para o nosso país, que serão nada mais, nada menos, do que o warm up para o Lisbon Tattoo Rock Fest 2018. (...)

Behemoth lançam nova música "Wolves Ov Siberia"

"Wolves Ov Siberia", o novo vídeo de Behemoth, pode ser visto acima. A música faz parte do próximo álbum da banda, "I Loved You At Your Darkest", (...)


A poucos dias da celebração da Revolução dos Cravos, a sala do RCA em Lisboa recebeu a segunda data da mini-tour em terras lusitanas dos australianos Deez Nuts. Os rumores de um grande concerto na véspera, na sala portuense do Hard Club, eram tema de conversa à porta, onde se formava uma fila generosa a poucos minutos da hora marcada para início do concerto.

Para abrilhantar o regresso da banda de JJ Peters à capital, a HellXis escolheu os Reality Slap e Grankapo para fazerem o aquecimento, e passava pouco da hora marcada quando o quinteto lisboeta pisou o palco do RCA. “Quem já nos conhece dê dois passinhos à frente; quem não nos conhece dê dois passinhos à frente”, foi o mote rapidamente dado à plateia, segundos antes de detonarem com “Beyond” logo seguido de “Blaze”, a incendiar imediatamente a sala. Em pouco mais de trinta minutos houve tempo para apelar à presença de público nos concertos mais underground, não apenas das bandas ditas grandes, para enaltecer a cena hardcore nacional, e tocar, claro! Tocar a maioria das faixas de “Limitless”, o disco de 2017, como o tema título “Limitless”, “Haymaker” ou o excelente “Lone Wolf”.

Poucos minutos de intervalo e aparecem os também lisboetas Grankapo, veteranos da cena hardcore nacional, com as suas faixas diretas e magistralmente tocadas por um colectivo que não brinca em serviço. “4 Walls” arrancou a locomotiva, que não parou mais de ganhar velocidade, sempre com o público presente a acompanhar a banda em faixas como “Man Killing Man”, “Never Forget”, “Won’t Fall Down” ou o enceramento com o clássico “Confessions”. Fuk, sempre interventivo com a plateia, confidenciava: “Ontem, no Porto foi bom; Aqui (em Lisboa), eu disse aos Deez Nuts que ia ser melhor.”

Dificil saber onde terá sido o melhor concerto dos três que os australianos deram em Portugal, mas Lisboa recebeu os Deez Nuts como filhos que andam a trabalhar lá fora e regressam agora a casa. “Binge and Purgatory” abre o concerto, como que a mostrar que o objectivo da banda é mostrar o novo material aos portugueses. E isso seria visível ao longo dos 90 minutos de concerto, com JJ Peters a perguntar se preferiam faixas antigas ou novas, escolhendo sempre apresentar temas novos ao contrário do que o público presente vociferava. “Commas and Zeros”, “Discord” e “Carried by Six” ficam como destaque de um novo disco que mostra uns Deez Nuts fiéis ao seu rap/punk/hardcore, com momentos mais intensos a roçar o metalcore. Alguém se importou? Claro que não. Os clássicos estavam todos lá, de “Stay true” a “Band of Brothers”, de “Tonight We’re Going To Party” a “I Hustle Everyday”, sempre acompanhados por um crowd surfing omnipresente e uma plateia suada e rendida à energia vinda do palco. E satisfeita com o que assistiu, algo que JJ foi tentando perceber ao longo da prestação: “I’m gonna interrupt the concert a few times to make sure you’re having fun, because if you’re not, we have to do something different.” Não foi preciso...

Reportagem por Vasco Rodrigues
Agradecimentos: Hellxis