• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































The Sword vão entrar num hiato

Corte quase fatal no futuro dos The Sword, uma vez que a banda texana anunciou há dias que fará uma pausa, embora tenha lançado ainda em março (...)

Hate Eternal lançam áudio de "Nothingness of Being"

A banda de death metal irá lançar o novo álbum, Upon Desolate Sands, a 26 de outubro através da Season Of Mist. Depois de desvendar (...)

Alterações no alinhamento do Festival Bardoada e Ajcoi

O Festival Bardoada e Ajcoi anunciou a substituição de duas das bandas previamente confirmadas. (...)

Marky Ramone em Portugal no próximo mês

O veterano Marky Ramone tem dois espectáculos marcados para o nosso país, que serão nada mais, nada menos, do que o warm up para o Lisbon Tattoo Rock Fest 2018. (...)

Behemoth lançam nova música "Wolves Ov Siberia"

"Wolves Ov Siberia", o novo vídeo de Behemoth, pode ser visto acima. A música faz parte do próximo álbum da banda, "I Loved You At Your Darkest", (...)


No passado dia 22, terminou a HEAD UP! For The Summer Tour ’14 de Architects, More Than a Thousand, The Year e Martyr Defiled, no terceiro dia de concerto em Pombal, na ADAC. 

A noite começou por volta das 19 horas com os britânicos Martyr Defiled, que lançaram o seu álbum No Hope. No Morality ainda este ano. A sua atitude em palco era descontraída, puxando fortemente pelo público e tentando assim aquecer a malta. Estes rapazes de Lincoln são qualquer coisa de fenomenal: apresentam uma pujança tremenda no seu espectáculo ao vivo, dão tudo e mais alguma coisa quando estão em palco. As partes mais agressivas e rápidas são como uma valente chapada na cara mesmo para o público acordar. Destacaram-se músicas como a Nemesis, Deathstare e 616, conseguindo eles alcançar algum feedback do público para cantar com Matthew Jones, o vocalista.

Mais tarde, cumprindo religiosamente o horário, temos os pombalenses The Year. Com o público mais liberto, estes meninos conseguiram uns poderosos coros por parte do público e uma envolvência maior, até porque estavam a tocar na sua terra! As músicas estavam bem ensaiadas pelo público. Para mim, foi uma enorme surpresa, têm uma energia em palco contagiante! Depositaram imenso esforço no seu espectáculo e isso reflectiu-se na forte presença que mostraram. 


Por volta das 20h30 temos os More Than a Thousand. Apesar do calor tremendo que fazia na sala da ADAC, mal entraram em palco, o público, que esperava ansiosamente, recebeu-os de forma calorosa. Começaram com a Cross My Heart, que, obviamente, foi engolida pelo coro do público. Apesar de alguns problemas técnicos, Vasco Ramos entreteu bem o público da ADAC e o concerto foi-se tornando cada vez mais intenso. As duas últimas músicas foram Roadsick e No Bad Blood, trazendo assim o clímax do seu show. 



Por volta das 21h40, os tão esperados Architects sobem ao palco. Sem dúvida que foi um delírio! Suor por todo o lado, singalongs, stagedives, não faltaram em nenhuma música. A sua setlist foi variada, começando com um tema do seu novo álbum Lost Forever // Lost Together, Gravedigger. Puxou imediatamente para moshe e para aquela fascinante e típica brutalidade que nos faz estremecer quando vemos uma banda ao vivo. Alpha Omega, Early Grave e Broken Cross foram alguns dos temas tocados. Curiosamente, Sam Carter, o vocalista da banda fez questão de não fazer a típica cena de fingir que o concerto acaba e depois regressam para o encore: o jogo de Portugal com os EUA ia começar entretanto e Sam disse “We want to see this game as much as you do”. Foi um concerto em que toda a gente ficou rendida perante tal destruição. Aliás, todas as bandas estiveram à altura, foi uma noite memorável. Mesmo quem não gostasse de metalcore, seria inevitável de afirmar que todas as bandas deram espectáculos impressionantes e notáveis. 


Texto por Sara Leitão
Fotografia por Afonso Aguiar
Agradecimentos: Head Up! Shows