• Facebook
  • Myspace
  • Twitter
  • Google+

Candidata-te

A Metal Imperium encontra-se a recrutar colaboradores para redação de notícias, reviews de álbuns ou entrevistas a bandas.

Quem quiser fazer parte desta equipa poderá candidatar-se contactando-nos por email: metalimperium@gmail.com



Reviews Mais Recentes

Uada - Cult of the Dying Sun


Occultum - In Nomine Rex Inferni


Monolithe - Nebula Septem


Morag Tong - Last Knell of Om


Haunted - Dayburner


Djevel - Blant Svarte Graner


Raw Decimating Brutality - Era Matarruana


Czort - Czarna Ewangelia


Kinetik - Critical Fallout


Dopethrone - Transcanadian Anger


Abhor - Occulta ReligiO


Refuge - Solitary Men


Sevendust - All I See Is War


Black Fast - Spectre of Ruin


Sleep - The Sciences


Tomb Mold - Manor of Infinite Forms


Taphos - Come Ethereal Somberness


Wrath Sins - The Awakening


Judas Priest - Firepower


Bleeding Through - Love Will Kill All


Ihsahn - Àmr


Alkaloid - Liquid Anatomy


Filii Nigrantium Infernalium - "Fellatrix


Amorphis - Queen of Time


Ghost - Prequelle


Angelus Apatrida - Cabaret de la Guillotine


Bleed From Within - Era


Painted Black - Raging Light


Necrobode - Metal Negro da Morte


Pestilence - Hadeon


Tortharry - Sinister Species


Inframonolithium - Mysterium


Somali Yacht Club - The Sea


Dallian - Automata


Concertos em Destaque

Tradutor

Entrevistas Mais Recentes



































The Sword vão entrar num hiato

Corte quase fatal no futuro dos The Sword, uma vez que a banda texana anunciou há dias que fará uma pausa, embora tenha lançado ainda em março (...)

Hate Eternal lançam áudio de "Nothingness of Being"

A banda de death metal irá lançar o novo álbum, Upon Desolate Sands, a 26 de outubro através da Season Of Mist. Depois de desvendar (...)

Alterações no alinhamento do Festival Bardoada e Ajcoi

O Festival Bardoada e Ajcoi anunciou a substituição de duas das bandas previamente confirmadas. (...)

Marky Ramone em Portugal no próximo mês

O veterano Marky Ramone tem dois espectáculos marcados para o nosso país, que serão nada mais, nada menos, do que o warm up para o Lisbon Tattoo Rock Fest 2018. (...)

Behemoth lançam nova música "Wolves Ov Siberia"

"Wolves Ov Siberia", o novo vídeo de Behemoth, pode ser visto acima. A música faz parte do próximo álbum da banda, "I Loved You At Your Darkest", (...)


Em véspera de feriado municipal, do santo António, foi noite de celebração profana na República da Música, com duas bandas nacionais a acompanharem a primeira visita de uma banda clássica do underground australiana ao nosso pais. 


Os primeiros a subir ao palco, já com algum tempo de atraso ao previsto foram os Machinergy, de Arruda dos Vinhos, de regresso aos palcos após três anos de ausência, com um som forte a lembrar os velhos e bons tempos dos Sepultura, sem guitarra solo - provavelmente o maior handicap da banda. Com um novo álbum, o segundo, nas mãos, foi o tema título do mesmo que iniciou a sua actuação, "Sounds Evolution" e ao longo de dez temas foram percorrendo toda a sua carreira discográfica como "Rhythmotion", tema título do primeiro trabalho, "1988" e "Machinevil" (esta estranhamente dançante e algo repetitiva) do EP "Rhythm Between Sounds" e em modo de estreia do novo trabalho, "Cada Falso" e "Antagonista". Uma actuação segura e que a banda se mostrou muito humilde, muito grata pela oportunidade e pela presença das pessoas que apesar de poucas (iam chegando aos poucos), estavam totalmente inseridas no som que a banda debitava.



Seguia-se outra banda nacional, desta feita os Martelo Negro, uma banda mais próxima daquilo que são os Hobbs' Angel Of Death, com uma carga blasfema apenas comparável com os papas da blasfémia nacional, Filii Nigrantium Infernalium e foi um festim das sonoridades extremas profanas durante nove temas ora cantados em português ora em inglês. Com já mais algumas pessoas em frente ao palco, a banda alternou temas do primeiro álbum com da novidade, ainda não lançada, "Equinócio Espectral", do qual se destacaram o tema título, "Ouroboros Constrictora" (dedicada à velha guarda presente na sala), "Liturgia de Excremento" e "Culto Hermético". Do primeiro álbum tivemos direito a "Servos da Cúspide" e à incontornável "Hierofonte Em Chamas" sem esquecer a cover dos Paralisis Permanente, "Un Dia En Texas". Com uma presença muito própria em palco e a cada vez a ganhar mais fãs e interesse, os Martelo Negro revelaram-se o aquecimento ideal para o que aí vinha.


Hobbs' Angel Of Death é um nome de banda estranho mas também é sinónimo de metal clássico de um país que não tem muita tradição no género. Lançaram a estreia auto-intitulada no já longínquo ano de 1988 e acabaram pouco tempo depois. Reuniram-se sete anos depois para um segundo álbum "Inheritance" que passou despercebido praticamente. Com uma longa ausência, voltaram já no novo milénio com uma compilação a assinalar esse facto e assinaram um contrato de quatro álbuns, dos quais ainda não se viu nenhum. Com uma formação estabilizada e com uma série de concertos às costas, a banda vem ao nosso país pela primeira vez, uma visita que segundo o vocalista já andava para ser feita à vinte cinco anos. Se é conversa que se tem a cada novo país visitado não se sabe, o que se sabe é que a banda australiana arrasou e mostrou-se realmente contente por estar na República da Música, mesmo com uma sala longe de estar cheia. A intro do filme "Omen" mostrou ter o espírito macabro necessário para abrir um set de thrash metal profano como o que se ouviu. Temas clássicos como "House Of Death", "Satan's Crusade", "Crucifixion" e "Marie Antoinette" foram intercaladas com novidades que vão surgir no próximo álbum de originais, tais como a "Final Fight", "Heaven Bleed Off", "Son Of God". Uma grande noite do underground mais uma vez trazida pela Metal Alliance que apesar de todos os riscos e contrariedades, não desarma a luta pela sua paixão, a paixão de todos nós. Hobss agradeceu-lhes, nós também.



Texto por Fernando Ferreira
Fotografia por Liliana Quadrado
Agradecimentos: Metals Alliance